O suspeito de matar o pai e ferir o candidato a vereador Julio Cesar Maia Pereira, conhecido como Julio da Power, foi preso em cumprimento de mandado de prisão, efetuado pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), com apoio do Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Sequestros (Garras) de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, na quinta-feira (17).

Edicarlos de Farias Silveira foi identificado como o autor dos disparos que matou, Custódio Alves Pereira, 58 anos, no dia 28 de setembro de 2016, no bairro Sol Nascente durante um ato político do filho, que foi candidato a vereador de Cuiabá. Na ocasião, a vítima Custódio Alves foi alvejada por cinco disparos de arma de fogo e o  seu filho, Julio da Power, ferido por dois disparos de arma de fogo.

Leia também:  Três são presos por tráfico de drogas e um por estelionato em Rondonópolis

O candidato foi abordado pelo suspeito, que de posse de uma pistola tentou roubar sua  pulseira de ouro e o relógio de pulso. Seu pai reagiu ao assalto e foi alvejado. Segundo testemunhas, o suspeito acompanhava a passeada em uma motocicleta

O acusado foi localizado em Mato Grosso do Sul, onde estava escondido na casa de parentes. Ele foi transferido para Cuiabá, por uma equipe policial  composta pelo delegado Guilherme Berto Nascimento Fachinelli e os investigadores Wisno Ribeiro e Luciano Figueiredo.

A delegada titular da Derf, Luciani Barros, disse que o suspeito não fazia uso de aparelho celular para não ser rastreado.

Nesta sexta-feira (18),  o preso será apresentado às 14h, na Delegacia de Roubos e Furtos, onde o delegado Guilherme Fachinelli dará maiores informações sobre a investigação que levou a identificação do criminoso em Mato Grosso do Sul.

Leia também:  Sorriso | Bebê de 1 ano e seis meses morre afogada em piscina de vizinho

O preso responderá por latrocínio consumado e tentado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.