24 de novembro de 2020
Mais
    Capa Notícias Brasil Umbanda se torna por decreto a religião patrimônio cultural do RJ

    Umbanda se torna por decreto a religião patrimônio cultural do RJ

    Imagem: umbandistas comemoram serem patrimônio do RJ
    Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

    Às vésperas do Dia Nacional da Umbanda, celebrado dia 15 de novembro, religiosos de matriz africana comemoram nesta terça-feira o decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes, que reconhece a religião como patrimônio cultural do Rio. Além de valorizar a herança de matriz africana na cidade, a prefeitura, através do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, também vai realizar um mapeamento dos templos religiosos da religião.

    O intuito é estimular políticas públicas de valorização da diversidade religiosa na cidade. O primeiro terreiro cadastrado foi a Tenda Espírita Vovó Maria Conga de Aruanda, no Estácio. Em comunicado, uma das lideranças da religião no estado, o presidente Movimento Umbanda do Amanhã, Marco Xavier, enfatiza a importância de reconhecer e valorizar a importância cultural da matriz afro para a cidade.

    Imagem: Presidente da Muda, Marco Xavier
    Foto: Darlei Marinho / Extra – Cidade

    — Este decreto do prefeito Eduardo Paes é muito significativo para a Umbanda. Vemos com muita preocupação a eleição do bispo licenciado da Igreja Universal, Marcelo Crivela. A nossa maior luta contra intolerância religiosa tem a ver com a igreja dele. O MUDA será incansável, como sempre foi, na luta contra a intolerância religiosa — afirma Marco.

    Sacerdote da Tenda Espírita Caboclo Flecheiro (TECAF), em Santíssimo, Zona Oeste, onde já enfrentou ataques de seitas intolerantes, Marco está realizando uma campanha nas redes sociais para incentivar religiosos a se cadastrar. Para ele, os umbandistas precisam se unir e mostrar a força da religião. A comemoração do Dia Nacional da Umbanda no estado do Rio será realizada na sede do MUDA (Rua Maria Emília 136, Centro de São João de Meriti).
    — Precisamos mostrar quanto somos, que temos força. Faremos uma campanha na rede para o cadastro de todos os terreiros do Rio.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS