O manjericão alivia os sintomas da gripe, é digestivo e ainda garante que a memória funcione bem. Uma saborosa dose de vitalidade para seu organismo!

Tchau, gripe!
“É cheio de vitamina A (fortalece o corpo) e de óleos antibacterianos (previne infecções)”, diz a nutricionista Caroline Nelli.

Antioxidante
Tem compostos fenólicos que previnem doenças degenerativas, como esclerose, e retardam o envelhecimento da pele.

A musculatura agradece
O magnésio fartamente presente na folha atua como relaxante muscular, melhorando o fluxo sanguíneo e aliviando dores após exercícios.

Lembranças a mil
Rico em corticosterona, é aliado da memória! “Ao eliminar os radicais livres, previne o desgaste dos tecidos – inclusive neurais”, explica a especialista.

Digestivo
Suas enzimas digestivas aliviam dores no estômago, azias e prisão de ventre. “Chá da folha ajuda quem tem gastrite e úlcera!”, garante Caroline.

Leia também:  Conheça os dez malefícios causados pelo refrigerante

Osso forte
“A combinação de vitamina K com o cálcio da folha ajuda na reconstrução da nossa massa óssea”, revela a profissional.

No prato
Sem contraindicações, pode ser consumido todos os dias. “Como nenhum exagero é benéfico, inclua em apenas uma das refeições diárias, numa quantidade em torno de 2 gramas”, orienta a nutricionista.

Bom de comer e de beber
Muito saboroso na comida, o manjericão deve ser adicionado à receita depois do cozimento do prato. “Caso contrário ele perde parte das propriedades”, alerta a nutricionista Caroline Nelli! Também vale usufruir do tempero na forma de chá. “Dez folhinhas em 1 litro de água e você ingere todos os benefícios de forma rápida e refrescante!”, diz a especialista. Diurético, turbina a queima de calorias quando combinado com gengibre.

Leia também:  Um tomate sem sementes está chegando
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.