Imagem: vereador Chico 2000
Reprodução

Uma menina de 11 anos acusou na Polícia o padrasto, o vereador Chico 2000 (PR), reeleito para o quarto mandato na Câmara Municipal de Cuiabá, de ter abusado sexualmente dela. A queixa-crime foi registrada pela vítima acompanhada por uma tia na Polícia Civil.

O caso teria acontecido neste dia 11 de novembro, dentro da casa do vereador, que vive com a mãe da menina durante uma festa de aniversário. A vítima, V.L.O.O., contou com detalhes cinco dias após o episódio, tudo o que aconteceu.

Disse à menina à Polícia, fato registrado em um Boletim de Ocorrência (BO), no neste dia 16, que acontecia uma festa de aniversário da mãe dela na casa do vereador, e ela não estava muito alegre e pediu para ir embora.

Leia também:  Suspeito de roubo é preso e esconde objetos na meia

A mãe, no entanto teria convencido a filha a ficar na festa, mas ela preferiu ir para o quarto. Logo em seguida a mesma mãe pediu para Chico 2000 ver o que estava acontecendo coma filha que estava muito triste.

A vítima conta que o vereador a colocou no colo e começou a tocar em seus seios e na barriga. Ela se irritou, empurro o padrasto e foi para outro quarto. O vereador teria ido atrás e a colocado no colo novamente, tentando acariciar suas partes íntimas.

Imagem: abuso
Foto: Reprodução

Já no segundo quarto, com medo, a vítima conta que foi tocada novamente, nos seios, na barriga e nas partes íntimas. Ela afirma que o vereador só parou porque o telefone celular dele tocou. Ela garante que só não contou na hora para não interromper a festa da mãe.

Leia também:  Polícia apreende arma e munições e homem é detido em residência no Jardim Iguassu

Ela, no entanto, contou tudo para a tia, que ajudou a chegar até a Polícia para registrar queixa-crime, sobre o que aconteceu. A reportagem do Portal 24 Horas News tentou contato com o vereador Chico 2000, mas não conseguiu.

Caso as denúncias sejam confirmadas nas investigações da Polícia Civil, o vereador Chico 2000 corre o risco de ter seu mandato cassado na Câmara Municipal de Cuiabá.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.