Um trabalho de investigação realizado pela Polícia Judiciária Civil, levou a prisão de Raimundo Nonato de Sousa, 54 anos, acusado de um homicídio praticado há 19 anos, na cidade. O criminoso teve o mandado de prisão preventiva cumprido, na quinta-feira (22), no município de Brasilândia, no Tocantins, localizado a cerca de 235 km da capital Palmas (TO).

Raimundo Nonato estava trabalhando em fazendas da região de Colinas do Tocantins e Brasilândia (TO), local onde recebeu a notificação da prisão, com apoio da Polícia Civil do Tocantins.

O crime foi cometido em 30 de novembro de 1997, contra a ex-namorada, Eliene Gonçalves dos Santos, que teve um relacionamento de aproximadamente três meses com o suspeito, que não aceitava o fim do namoro. Ela foi morta a tiros em sua própria casa, na frente de familiares, depois de almoçar com o suspeito.

Leia também:  Caminhoneiros são rendidos e assaltados em posto de combustível

Segundo policiais de Confresa, na ocasião, a mãe da vítima chegou a entrar em luta corporal com o suspeito, em defesa da filha.

Na época, o crime teria chocado o município de Confresa pela frieza e crueldade, em que a vítima foi executada pelo ex-namorado e até hoje a família ansiava por Justiça.

O preso, Raimundo, foi recambiado para Mato Grosso e está recolhido na Cadeia de Porto Alegre do Norte.

A ação para localizar e prender o acusado no estado do Tocantins foi coordenada pelo Delegado Regional de Confresa, Marcos Aurélio Dias Leão e pelo Delegado de Confresa,  André Rigonato, com a participação dos investigadores da Delegacia Regional de Confresa e da Delegacia de Polícia de Confresa.

Leia também:  Condutora de caminhonete que atropelou motociclista diz que se atrapalhou com chinelo de dedo

A prisão também contou com o apoio de policiais civis da 7ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Colinas (TO).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.