Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) assinou na manhã de hoje (15), o termo de cessão de móveis que estão em desuso pela Casa. A cedência em forma de comodato vai beneficiar ao todo 13 entidades filantrópicas e órgãos da administração pública estadual e ainda, da esfera municipal de diversas cidades mato-grossenses.

A formalização da doação de móveis e bens da Casa foi realizada por meio de uma cerimônia simples conduzida pelo primeiro-secretário, deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, que contou com a participação dos representantes do gabinete da presidência, do gabinete do deputado Eduardo Botelho e dirigentes das entidades beneficiadas.

Para o primeiro-secretário, que é um dos idealizadores das doações, juntamente com os deputados Guilherme Maluf, Eduardo Botelho e José Domingos, esta iniciativa garante o destino correto e cumpre uma finalidade social para os bens em desuso. “São mesas, cadeiras, armários e outros equipamentos que vão sair dos depósitos da AL e beneficiar diversas instituições que passam por necessidades e precisam de apoio para continuar o atendimento social que realizam”, afirmou Nininho.

Leia também:  Pátio deve anunciar Biliu no comando do Gasp

A coordenadora da Pastoral da Criança, uma das beneficiadas, comemorou a ação. “Este material é muito bem-vindo para nós, que estamos com uma sede nova, mas ainda não temos móveis para organizar o espaço. É uma ação que beneficia mais de duas mil crianças atendidas pelo projeto”, destacou.

Ao todo foram cedidos 863 bens, sendo que a principal doação foi destinada à Polícia Judiciária Civil com 583 itens.  O delegado Mário afirma que a “situação da PJC ainda é muito precária e esta é uma iniciativa que reforça nossas ações para equipar e melhorar o atendimento realizado pelas delegacias em diversos municípios do Estado”.

O presidente da Comissão de Inventário, Doação e Avaliação da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (Cida), César Augusto Ribas explica que as doações foram feitas buscando atender necessidades de bens apresentadas pelas instituições por meio de ofício enviado para a Secretaria de Patrimônio e que cumpriram as exigências estabelecidas por lei.

Leia também:  Senado aprova projeto que obriga preso a pagar tornozeleira

Ribas explicou ainda, que as entidades filantrópicas e sem fins lucrativos, assim como, órgãos da administração pública estadual e municipal que tiver interesse em participar do processo de cedência de móveis, podem enviar um ofício solicitando participar do processo de cessão do uso de móveis e equipamentos inservíveis. Após o período de seis meses, a ALMT deve realizar uma vistoria nos beneficiários para que seja avaliado o cumprimento de todas as exigências para a doação definitiva.

As entidades beneficiadas foram: Pastoral da Criança, Associação Coxinense de Deficientes (ACD), Obras Sociais Anália Franco, Obras Kolping de Mato Grosso, Associação de Proteção a Vida e Meio Ambiente (APVA), Central de Abastecimento de Mato Grosso (CEASA), Sindicato Rural de Pedra Preta, Associação de Mini e Pequenos Produtores Rurais de Lucas de Rio Verde (Asproverde), Hospital Geral Universitário (HGU),Polícia Judiciária Civil, União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT), Prefeitura Municipal de Nobres e Prefeitura Municipal de Ponte Branca.

Leia também:  Aécio chora ao retornar para senado e diz que sofreu falsas acusações e uma criminosa armação

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.