Imagem: miss sofre queimaduras em bronzeamento.
Foto: Blenda Soares/Arquivo Pessoal

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga as atividades de uma clínica clandestina de estética que funciona em uma casa na Colônia Agrícola Samambaia, em Vicente Pires, desde que uma cliente denunciou ter tido lesões após sessão de bronzeamento natural. Blenda Soares, de 26 anos, participaria de um concurso de beleza e sofreu queimaduras na barriga e entre o pescoço e os seios após o procedimento.

Por e-mail, a Secretaria de Saúde informou que o local passou por inspeção recentemente. A pasta aguarda análise de um auditor da Vigilância Sanitária, que voltaria à clínica nesta segunda. A Agência de Fiscalização disse que também encaminharia uma equipe ao espaço. O resultado das visitas não foi informado. A Administração Regional de Vicente Pires declarou que o estabelecimento não tem alvará de funcionamento.

Leia também:  Surto de doença infecciosa deixa 692 detentos contaminados nos DF

A clínica, conhecida como “Espaço das Divas”, traz na fachada a lista de serviços oferecidos: estética corporal, estética facial, design de sobrancelhas, depilação, manicure, nutrição e dieta personalizada e bronzeamento natural. A dona, Darlane de Oliveira, nega se lembrar de ter atendido a candidata a miss e disse que vai acioná-la judicial.
Por telefone, Darlane não negou que o espaço não tenha alvará de funcionamento e questionou a necessidade do documento. “Nunca vi pedi autorização para bronzear. Nunca vi pagar imposto para governo por isso.”

Imagem: Entrada da clínica de estética Espaço das Divas
Foto: Raquel Morais/G1

lenda conta que, ao chegar em casa, notou que começou a ter bolhas no local onde o produto foi aplicado. “Fui tomar banho, não conseguia nem me molhar no chuveiro. Queimava, doía. Pensei: ‘isso está estranho’. Começou a coçar, coçar, coçar. Pensei que podia ser alergia ao produto. Quando foi passando o vermelhão, ficou uma manchona bem no meu pescoço, entre os peitos.”
Ela conta ter se assustado com a situação, especialmente depois de notar que era possível puxar a pele. A jovem diz ter procurado a dona da clínica no dia posterior, quando deveria ter feito a prova de biquíni. Como resposta, ouviu que a reação era “normal”.

Leia também:  Garota de 12 anos mata tio com facada para proteger irmã grávida no PR
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.