Imagem: Valéria
Empresária Valéria Gonçalves Teixeira – Foto: Divulgação

A empresária Valéria Gonçalves Teixeira, 38 anos, teve a prisão temporária domiciliar convertida nesta sexta-feira (09) e será encaminhada a Cadeia Pública Feminina de Rondonópolis. Ela aguardava o andamento do inquérito em casa.

De acordo com a delegada responsável Karla Cristina, com a conclusão do Inquérito Policial, a prisão preventiva foi decretada e ela encaminhada a Cadeia Pública onde estará à disposição da Justiça durante a instrução criminal.

O CASO

O casal foi preso no dia 8 de novembro durante a operação “Seguro Premiado” em cumprimento aos mandados de prisão preventiva. Eles são acusados de planejar e mandar executar o funcionário Paulo Sander Alves, após terem feito um seguro de vida no nome da vítima no valor de R$ 2 milhões.

Leia também:  Acusado de furtar loja é preso com arma e munições

O caso aconteceu em fevereiro deste ano.

Leia também:

Casal é acusado de matar funcionário para ficar com seguro de vida de R$ 2 milhões

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.