O ex-prefeito de Primavera do Leste (MT) Getúlio Viana (PR) que concorreu novamente ao cargo nas eleições deste ano, sub judice, teve o registro de candidatura negado novamente. Em decisão monocrática, a ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Rosa Weber negou o seguimento a dois recursos especiais protocolado pela defesa de Viana e de sua coligação “Unidos por Primavera”.

Ele obteve 19.057 votos contra 10.636 de Paulo Bersch (PMDB), o Dr. Paulo, 2º colocado. Com a decisão, haverá novas eleições para prefeito no município, por enquanto, a data do novo pleito ainda não foi definida. Viana teve a candidatura negada em detrimento da popular Lei da Ficha Limpa em razão das contas de sua gestão terem sido reprovadas pela Câmara Municipal em 2005.

Leia também:  Thiago Muniz alerta que valores da taxa de lixo são absurdos e ilegais

Ele ainda foi condenado por improbidade administrativa. Getúlio foi prefeito de Primavera por dois mandatos – entre os anos de 2005 e 2012. Nome cotado Um dos nomes cotados para a disputa é do irmão de Viana, o deputado estadual e presidente do Partido Democrático Trabalhista em Mato Grosso, Zeca Viana, em novembro, o parlamentar teria expressado a vontade de concorrer a prefeito pelo município, já adiantando que colocaria os maus gestores na cadeia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.