Imagem: algemado
Reprodução

Um homem de 29 anos, suspeito de liderar a invasão de uma área particular, em Cuiabá, foi preso na segunda-feira (5) pela Polícia Civil por possuir mandado de prisão em aberto por um duplo homicídio cometido em 2014, em Rondônia. Ele também foi indiciado também por um terceiro assassinato cometido naquele estado.

O homem é investigado pela Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema) e, durante as investigações, os policiais descobriram que ele havia sido condenado a 18 anos de prisão pelo duplo homicídio cometido há dois anos. Todos os crimes, segundo a polícia, são motivados por conflitos relacionados à grilagem de terras.

Conforme a delegada que conduz as investigações sobre invasões de áreas urbanas na capital na operação “Chupim”, Liliane Murata, o foragido por preso nas proximidades de uma área particular que foi grilada e batizada de “Flor da Mata”, localizada na estrada de acesso à Ponte de Ferro, em Cuiabá. O pai dele também é investigado por invasões de áreas em Cuiabá.
Segundo a polícia, no último dia 30 de novembro, um casal sofreu uma tentativa de homicídio na ocupação irregular “Flor da Mata”. A mulher foi atingida por um tiro e o homem, por três disparos. Conforme a polícia, o homem morreu na última segunda-feira, após após passar seis dias internado no Pronto-Socorro de Cuiabá.

Leia também:  Ciclista que andava na contramão em avenida que possui ciclovia é atropelado e morre em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.