Imagem: defensivos em Lucas do Rio Verde
Foto: Divulgação / PJC

A Polícia Civil recuperou uma carga de defensivos agrícolas e três caminhões nesta quinta-feira (1º), em Lucas do Rio Verde (MT). Os caminhões de origem ilícito foram adquiridos por R$ 15 mil e R$ 30 mil. Na ação, o suspeito Edson Ernesto Mota, foi preso por crimes de receptação, uso de documento falso e armazenamento ilegal de agrotóxico.

A Polícia informou que recebeu uma denúncia anônima dizendo que havia um caminhão roubado em uma residência no Jardim Amazonas. Em diligências no local os policiais encontraram dois caminhões e foram informados pela dona da casa que os veículos foram deixados pelo cunhado Edson no imóvel.

Diante da informação, os policiais foram a residência do suspeito que ao ser questionado confessou que os veículos que eram de sua propriedade e que poderiam ser roubados, furtados ou ‘finan’. Ele apresentou os documentos dos veículos sendo verificado que eram falsos pela Polícia.

Leia também:  Homem é preso por porte ilegal de arma no Terminal Rodoviário de Rondonópolis

Desta forma, os policiais apreenderam os dois caminhões e encaminharam a delegacia.

Ainda em continuidade aos trabalhos, a equipe de investigadores foi até a chácara do suspeito, localizada em Sorriso. No local que já era investigado pela Polícia Civil, foi encontrado em um dos cômodos da casa, uma grande quantidade de defensivos agrícolas e outros equipamentos.

Na propriedade foram apreendidos 99 galões e seis caixas de diferentes defensivos agrícolas, totalizando aproximadamente 1,2 mil litros de agrotóxico, além de ferramentas como alicates, motosserras e roçadeira.

Segundo o delegado, Rafael Mendes Scatolon, Edson é integrante de uma quadrilha especializada em furtos e roubos de defensivos agrícolas, que age em todo Estado. “Com os flagrantes, Edson foi autuado pelos crimes de receptação simples e qualificada e armazenamento ilegal de agrotóxico”, disse o delegado.

Leia também:  Carro é recuperado em Gaúcha do Norte

 

 

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.