Cerca de cem policiais federais cumprem na manhã desta quinta-feira 34 mandados judiciais, sendo 21 de busca e apreensão e 13 de condução coercitiva, como parte da 8ª fase da Operação Zelotes, que investiga organizações criminosas para manipular o trâmite de processos e no resultado de julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). As ações são realizadas em São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco. Segundo a GloboNews e a agência de notícias Reuters, entre os alvos estariam os bancos Itaú e BankBoston.Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Imagem: pf
Custódio Coimbra / Agência O Globo

De acordo com a PF, a nova etapa da operação indica a existência de “conluio entre um conselheiro do Carf e uma instituição financeira” entre 2006 e 2015. O comunicado, no entanto, não identifica a instituição financeira, mas uma fonte com conhecimento das investigações disse à agência Reuters que os bancos Itaú e BankBoston estão entre os alvos dos mandados judiciais. Procurado pelo GLOBO, o Itaú ainda não se manifestou. Não foi possível contactar um representante do BankBoston.

Leia também:  Enem | Caneta preta e documento oficial com foto são obrigatórios

O esquema, segundo a PF, envolvia escritórios de advocacia e empresas de consultoria e a manipulação de processos administrativos fiscais foi bem-sucedida em ao menos três ocasiões.

Em São Paulo, a PF realiza 19 buscas e 11 conduções coercitivas. Para o Rio de Janeiro, há um mandado de busca e outro de condução coercitiva, assim como ocorre em Pernambuco. Os investigados podem responder pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, advocacia administrativa tributária e lavagem de dinheiro, segundo a PF.

A primeira etapa da Operação Zelotes foi deflagrada em 26 de março de 2015 para desarticular organizações criminosas que atuavam junto ao Carf, causando prejuízo aos cofres públicos. Os crimes investigados na operação são advocacia administrativa fazendária, tráfico de influência, corrupção passiva, corrupção ativa, associação criminosa, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Leia também:  Mãe e filha andam abraçadas dentro de shopping e sofrem ataque homofóbico no DF
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.