Imagem: sirene policia viaturaUm policial militar reformado foi preso em flagrante na madrugada desta quarta-feira (14) suspeito de matar a mãe, uma idosa de 74 anos, e atirar na irmã em Itaperuna, no Noroeste Fluminense. De acordo com a Polícia Civil, a mãe, Joana de Medeiros Pereira, foi atingida por três tiros. A irmã, que conseguiu fugir, contou em depoimento na delegacia, que o homem sofria de transtornos psiquiátricos, segundo informações da própria polícia.

De acordo com a polícia, a irmã do agente contou que ela e a mãe perceberam uma movimentação diferente na casa dele, que fica no mesmo quintal da residência delas. Quando chegaram ao local, por volta das 3h30, ele estava transtornado, segundo informações passadas pela 143ª Delegacia de Polícia, que investiga o caso. Elas tentaram fugir e a irmã conseguiu escapar, levando apenas um tiro de raspão.

Leia também:  Mulher é agredida por companheiro com socos e pauladas por cantar música "Saudade do meu ex"

O corpo da mãe do agente foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itaperuna, e a irmã foi encaminhada ao Hospital São José do Avaí. A assessoria de comunicação da unidade afirmou que não disponibiliza informações sobre o estado de saúde do pacientes.
Segundo a Polícia Civil, o agente era lotado no 8º Batalhão de Polícia Militar, em Campos. A produção da Inter TV entrou em contato com a assessoria de comunicação da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e aguarda um posicionamento sobre o caso e os procedimentos a serem tomados com o agente.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.