A polícia britânica anunciou nesta sexta-feira ter identificado “83 suspeitos em potencial” na investigação do escândalo de pedofilia que abala o futebol no Reino Unido. O Conselho Nacional dos Chefes de Polícia (NPCC), órgão que coordena as forças de polícia locais, não especificou se os suspeitos ainda exercem atividade no futebol, ou se ainda estão vivos, mas ressalta que existem “casos antigos”.

Imagem:
Reprodução

A entidade também explicou que 98 clubes de futebol de diferentes níveis foram citados na investigação. Das 350 vítimas potenciais, que tinham de 7 a 20 anos no momento dos fatos, 98% são de sexo masculino.

Os dados “revelam a extensão profundamente preocupante das agressões cometidas no meio

Leia também:  Homem fere 5 policiais com faca em ataque na França

do futebol”, comentou um porta-voz da Sociedade Nacional de Prevenção da Crueldade contra Crianças (NSPCC).

O escândalo estourou em novembro, com as revelações de Andy Woodward, ex-jogador do Crewe Alexandra, hoje com 43 anos, que relatou o pesadelo que viveu ao jornal “The Guardian”.

Desde então, mais de 20 jogadores, entre eles vários ex-integrantes da seleção inglesa, também saíram do silêncio para contar como foram agredidos por um treinador ou um olheiro quando eram crianças. A Federação Inglesa (FA) e os clubes ingleses são acusados de ter acobertado casos de pedofilia durante décadas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.