A quantidade de pessoas desempregadas aumentou em 2016 em mais de 2 milhões e chegou a 12 milhões de brasileiros desempregados. De acordo com informações de economistas a expectativa é que em 2017 o mercado de trabalho possa melhorar, mas a taxa de desemprego ainda tende a subir mais antes de começar a cair.

O governo acredita que o país saia da recessão no ano que vem e que o número de contratações volte a superar o de demissões. O ano de 2017, entretanto, deverá ser mais de estabilização do que de recuperação, com uma geração de empregos ainda insuficiente para derrubar a taxa de desemprego.

Em Rondonópolis o acumulado do ano no período de janeiro a outubro terminou com saldo negativo de 896. No total foram contratadas 24.323 pessoas e 25.219 trabalhadores perderam o emprego. As informações são do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged).

Leia também:  Preço do diesel tem reajuste de 2,7% e da gasolina de 1,8%

Os dados mostram que o setor que mais demitiu no período foi o de Serviços, com saldo negativo de 976. Foram 8.694 contratações de 9.670 pessoas demitidas. O 2° setor que mais demitiu foi o de Comércio com 144 demissões. Em 3° lugar em números de demissões está o setor de Indústria de Transformação com 129 pessoas desligadas.

Já o setor que mais contratou no período foi o de Construção Civil com 213 admissões. No total foram 3.265 pessoas contratadas e 3.052 trabalhadores demitidos. Já o 2° setor que mais gerou emprego foi o de Serviço Industrial de Utilidade Pública com saldo positivo de 97.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.