Imagem: TATUADOR É MORTO COM ESPETO
Foto: Reprodução/ RecordTV

O tatuador Elias Ferre, de 51 anos, foi assassinado por um vizinho com um espeto de churrasco, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Segundo a Brigada Militar, a briga entre os dois começou por causa do som alto na casa do vizinho, que realizava um churrasco para os familiares.

Elias teria ido até a casa do vizinho para pedir que ele abaixasse o volume do som. Após discutirem, o tatuador voltou para casa e, como o som continuava alto, voltou à casa do vizinho. Lá discutiram mais uma vez e Elias foi atingido.

Elias teria voltado até sua casa novamente para pedir ajuda aos familiares, mas não resistiu e faleceu próximo aos ente queridos. A Brigada Militar foi acionada, mas chegou tarde demais.

Leia também:  Pai obriga criança participar de roubo a carro que termina em perseguição policial
Imagem: espeto usado por vizinho
Foto: Reprodução/ RecordTV

A Brigada Militar apreendeu o espeto na casa do vizinho e uma espingarda que encontrou na casa da vítima. A polícia investiga se Elias teria utilizado a arma para ameaçar o vizinho.

Elias era querido pelos amigos e por colegas de profissão. Alguns lamentaram a morte nas redes sociais, afirmando que o tatuador era um excelente profissional, que estava havia 30 anos no mercado.

O vizinho suspeito do crime está detido.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.