Imagem: vacina dengue
Foto: Karoly Arvai / Reuters

Uma vacina de origem canadense contra o Ebola, que causou mais de 11.000 mortes na África Ocidental, pode ter “até 100%” de eficácia, declarou nesta sexta-feira (23) a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Nenhum caso de Ebola foi registrado entre as cerca de 6 mil pessoas que receberam essa vacina na Guiné no ano passado, contra os 23 casos em pessoas não vacinadas.
O que sugere “claramente que a vacina é muito eficaz e poderá ter uma eficácia de até 100%”, disse à AFP a vice-diretora-geral da OMS, Marie-Paule Kieny.
A equipe de pesquisadores de Kieny calculou que no caso de uma epidemia de grandes proporções, há 90% de possibilidades de que a vacina experimental, denominada rVSV-ZEBOV, seja mais de 80% eficaz.

Leia também:  Turista brasileiro morre durante protesto de taxistas em Santiago

“Finalmente após 40 anos, temos agora a priori uma vacina eficaz contra a doença do Ebola” comentou o cientista americano independente Thomas Beisbert na revista médica “The Lancet”, que publicou na sexta-feira os resultados finais do ensaio.
Estes confirmam que a vacina rVSV-ZEBOV tem uma eficácia de 100% nos dez dias posteriores à administração de uma dose por injeção intramuscular em uma pessoa não infectada mas em contato com doentes.

Se houvesse um caso de ebola e uma nova epidemia, agora estamos prontos para responder”, acrescentou.

“Com a vacina Merck, a proteção ocorre muito rápido após a vacinação, mas não sabemos se a proteção continua seis meses depois”, disse Kieny.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.