Imagem: objetos apreendidos com acusados de assalto a banco
fotos: Só Notícias/Vanessa Fogaça

Quatro suspeitos de envolvimento em assaltos a agências de Sinop e Lucas do Rio Verde, de cooperativas de crédito, foram pegos, esta manhã, no bairro Vila Mariana, em Sinop. Eles têm entre 16 e 25 anos. Foram apreendidos uma pistola 765, um revólver calibre 38, uma espingarda de pressão, alguns celulares, relógios e algumas porções aparentemente de drogas.

A operação foi realizada pela Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) e Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). “Conseguimos, ontem, realizar a prisão de outras quatro pessoas que estavam em poder de uma pistola 9mm. Não divulgamos este fato por se tratarem [os suspeitos] de membros da mesma quadrilha. Coletamos mais informações e identificamos a casa [no bairro Vila Mariana] onde os demais suspeitos estariam.

Leia também:  Esfaqueado nas costas, menor corre para pedir ajuda

Organizamos, esta manhã, uma operação conjunta e encontramos estes quatro indivíduos que estavam com duas armas ao lado da cama para facilitar uma possível reação”, relatou o delegado regional Sérgio Ribeiro, em entrevista ao Só Notícias. De acordo com o delegado, os quatro possuem envolvimento nos assaltos as agências da cooperativa em Sinop, localizado na avenida dos Ingás, e Lucas do Rio Verde.

Imagem: delegado Sérgio Ribeiro
fotos: Só Notícias/Vanessa Fogaça

“São indivíduos perigosos, assassinos e que devem ser retirados de circulação”. Ribeiro confirmou que um dos presos participou ativamente do assalto frustrado em uma cooperativa de crédito de Lucas do Rio Verde. Na ocasião, o segurança da unidade reagiu, atirou e prendeu um dos acusados. O comparsa que fugiu, naquela oportunidade, foi preso hoje, segundo o delegado.

Leia também:  Motociclista bate em carreta e fica gravemente ferido na BR-163

“Todos os presos possuem passagens, inclusive por homicídios. Todos têm envolvimentos em crimes de roubo. São pessoas perigosas. Estavam com armas, munições e até um pouco de droga. Eles viajam para outras cidades para cometer roubos a banco”, afirmou o delegado Ugo Ângelo Reck de Mendonça. “Nenhuma quadrilha vai prosperar aqui em Sinop. Todos serão punidos e esperamos que com isso, os índices de roubo diminua”, disse o delegado Sérgio Ribeiro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.