Imagem: MArisa Letícia
Ex-primeira dama Marisa Letícia – Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A ex-primeira-dama Marisa Letícia, de 66 anos, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), segue internada, nesta quarta-feira (25), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês, no Centro de São Paulo, após ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico. Ela ainda não tem previsão de alta.

Dona Marisa passou por um procedimento de emergência que durou cerca de duas horas nesta terça-feira (24) para conter a hemorragia no cerébro. Tudo saiu dentro do previsto e o quadro de saúde dela é estável. “Está sedada e nas próximas horas vamos começar a retirar a sedação”, afirmou o Dr. Roberto Kalil Filho, chefe da equipe médica que atende a ex-primeira-dama.

Leia também:  Lei obriga SUS a realizar cirurgia reparadora da mama em decorrência de câncer

Ainda de acordo com Kalil, Marisa já tinha um aneurisma (artéria cerebral com malformação), diagnosticada há cerca de dez anos. Na época, não havia indicação cirúrgica, mas apenas de acompanhamento clínico. Segundo o médico, foi esse aneurisma que se rompeu.
Kalil lembrou que a ex-primeira-dama é hipertensa e disse que uma crise hipertensiva pode ter sido responsável pelo AVC: “O paciente hipertenso tem que se cuidar. No dia a dia a sua pressão varia, mas ela teve um quadro de crise hipertensiva e isso provavelmente rompeu o aneurisma”.

Os médicos iniciaram, então, uma arteriografia cerebral para detectar a localização da hemorragia. Eles introduziram um cateter pela virilha que vai até a região afetada e solta um “balãozinho” para estancar o sangramento. É o que se chama de embolização.

Leia também:  Jovens que participavam de baile funk são agredidos com cassetes por policiais militares
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.