UTI neo natal da Santa - Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT
UTI neo natal da Santa – Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT

Permanece internada à espera de novo procedimento cirúrgico, a bebê moradora da cidade de São Pedro da Cipa, que foi vítima de maus tratos que teve agulhas inseridas em seu corpo durante um ritual. A criança apresenta quadro estável e está há 36 dias internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Rondonópolis.

Pela suspeita de tortura a criança, os pais da menina foram presos, as agressões ocorreram durante um ritual de magia negra e foram registradas quando a criança tinha três meses. A criança, que ainda possui duas agulhas no corpo permanece sob a guarda provisória a avó materna.

O mais recente boletim médico divulgado pela instituição de saúde aponta que a menina recebe alimentação via oral,  apresenta boa sucção  e submetida a tratamento da infecção e permanece no aguardo de nova cirurgia. “A bebê segue “monitorizada, estável hemodinamicamente, respirando sem ajuda de aparelhos, recebendo dieta com boa sucção e aceitação e em observação rigorosa”.

Leia também:  Vândalos atacam o sistema de iluminação pública em Rondonópolis

A garotinha  já foi submetida a duas cirurgias intracraniana para retirada das agulhas do cérebro em parede abdominal. Sendo submetida a terceira cirurgia para a retirada de agulha do ouvido esquerdo, mas sem êxito.

Da esquerda para a direita Wellinton de Jesus Costa, Iraci Queiroz dos Santos Baiana e Débora Queiroz dos Santos - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Da esquerda para a direita Wellinton de Jesus Costa, Iraci Queiroz dos Santos Baiana e Débora Queiroz dos Santos – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

Após a denúncia do Conselho Tutelar de maus tratos no dia 13 de dezembro do ano passado, o  pai da menina  Wellinton de Jesus Costa, 28,  foi preso, suspeito de aceitar receber o valor de R$ 250 para submeter a filha ao ritual que foi conduzido por Iraci Queiroz dos Santos, 42 anos, conhecida como “Baiana”, e que foi presa no mesmo dia, na cidade de São Pedro da Cipa.

No dia seguinte também foram presos Débora Queiroz dos Santos e Ricardo César dos Santos, filha e genro de “Baiana”, que teriam participado do ritual. A mãe da vítima, a menor C.S.S, 17, foi apreendida em 15 de dezembro. Ela vai responder a ato infracional análogo a tentativa de homicídio.

Leia também:  Aula inaugural do Cursinho Pré-vestibular Zumbi dos Palmares é nesta segunda
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.