Imagem: vacina gripe
Foto: ilustrativa

O Ministério da Saúde anunciou que vai reforçar os estoques de vacinas contra a febre amarela em todo o país com 11,5 milhões de doses. Deste número, 6 milhões de unidades já serão enviadas aos estados afetados nos próximos dias, de acordo com a necessidade de cada área.

As outras 5,5 milhões doses de vacinas estão envasadas, disponíveis em um estoque que pode ser acionado a qualquer momento, segundo o ministério. Todas as vacinas de febre amarela usadas no país são produzidas no Rio pelo Instituto Bio-Manguinhos, ligado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro já receberam reforços nas últimas semanas, por terem identificado surtos ou estarem em área próxima dos casos registrados. Até esta quarta, segundo o ministério, 5,5 milhões de doses já tinham sido distribuídas.

Leia também:  Casal é preso por fraude superior a R$ 2 milhões ao INSS de Piauí

“Temos vacinas suficientes para a situação atual, para as próximas semanas e há capacidade de produção adicional, para qualquer demanda que venha a se apresentar”, disse.

Apesar disso, secretários dos estados atingidos apontam que a “corrida aos postos” nas regiões metropolitanas pode afetar os estoques, que são pensados com foco na população que vive em área rural. Nas últimas semanas, pacientes esperaram por horas nos postos de saúde em todo o país, e muitos voltaram para casa sem receber a vacina.

Segundo o boletim mais recente do Ministério da Saúde, reunido nesta terça-feira (24), 40 mortes tiveram ligação confirmada com a febre amarela em todo o país — 37 em Minas Gerais, e 3 em São Paulo. Outros 49 casos são investigados. Ao todo, 438 pacientes tiveram suspeita de infecção pelo vírus, e 70 casos foram confirmados. Um novo boletim deve ser divulgado nesta quinta (26).

Leia também:  Chega a 10 o número de mortes em tragédia em creche de Janaúba
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.