Imagem: criança é encontrada ao lado dos pais mortos
Reprodução

Uma criança de 6 anos passou dois dias ao lado dos pais mortos a tiros no barraco em que moravam próximo ao assentamento Corona, às margens da rodovia BR-463, a 45 quilômetros de Ponta Porã, na região sul de Mato Grosso do Sul, segundo a Polícia Civil.

De acordo com o delegado Edemilson José Holler, da 2º delegacia de polícia de Ponta Porã, indígenas viram a criança próxima à estrada e estranharam o fato dela estar sozinha. Foram até o barraco para saber o que estava acontecendo e viram os corpos já em estado de decomposição caídos no quarto.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), que tem uma base próximo do local onde aconteceram as execuções, foi chamada.

Leia também:  Horário de verão pode ter seus dias contados para não mais existir no Brasil

“A criança contou que dois homens chegaram em uma moto e atiraram nos pais dela. Ela deve ter saído da casa por causa do mau cheiro que já tinha se alastrado. Acredito que ela tenha se alimentado sozinha durante o tempo que passou sem os pais”, explicou o delegado.

Ainda de acordo com Holler, a perícia esteve no local e constatou que o casal foi morto com mais de dez tiros. A polícia não descarta a possibilidade de o motivo do duplo homicídio ter sido um acerto de contas. O homem teria 42 anos e a mulher, uma indígena de 30 anos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.