Imagem: Gordinho
Foto: Ilustrativa

Em entrevista com a Nutricionista Patrícia Ceolin, foi questionado se seria possível existir um gordinho saudável, então ela deu umas dicas super importantes. Segundo ela há um preconceito e um julgamento muito grande com relação a “tamanhos” e “formas” corporais hoje em dia, muito mais do que décadas atrás. Infelizmente essa situação é encorajada por órgãos de saúde pública, campanhas publicitárias, mídia e muitas vezes pela maioria dos profissionais da saúde.

Mas será que realmente tem relação peso ideal com saúde?

A nutricionsita diz que a grande maioria das pessoas principalmente mulheres se preocupam demais com seu peso corporal e querem alcançar a qualquer custo, o “peso ideal” para sua estatura. Para isso encontramos as mais estranhas tentativas como: medicamentos que inibem o apetite, dietas da moda as mais bizarras possíveis, hormônios, cirurgias…

“assim vai de forma crescente profissionais e indústrias ganhando dinheiro com coisas que sabemos que não são nada saudáveis e duradouras… a pessoa não consegue chegar a longo prazo e a curto prazo ao seu objetivo se frustra, deprime, entristece e vem a compulsão alimentar, reganho de peso e de forma crescente transtornos alimentares como bulimia, anorexia, ortorexia…” afirma a nutricionista.

Já reparou que crescentemente se fala de corpos ideais, dietas milagrosas e de forma mais crescente ainda a obesidade toma conta de crianças e adultos?

Leia também:  Como fazer crumble de morango e pêssego (sobremesa saudável)

Todos os alimentos saborosos, gordurosos ou cheio de açúcar recebe a nomenclatura “gordice”… o comer saudável se resume em alguns alimentos de forma muito restrita na lista e na vida de pessoas que se julgam saudáveis. Os alimentos do momento são, frango, batata doce, tapioca, pasta de amendoim, brócolis … você acredita que comendo só isso será saudável?? Não a resposta é não … para você ter uma alimentação saudável e equilibrada você precisa diversificar incluir todos os alimentos na sua rotina alimentar sendo assim você conseguirá as quantidades de nutrientes necessário para sua saúde.

Sendo assim você evitará a famosa compulsão alimentar de algumas opções alimentares que foi tirada da sua dieta e de alguma forma é muito importante para você, para sua satisfação, felicidade e fazem parte de sua história ou até mesmo lembranças da infância. Comer de forma prazerosa, com calma, inclusiva e não restritiva é uma das chaves para uma vida saudável e um corpo ideal para você e suas condições fisiológicas, anatômicas e genética.

O peso do indivíduo não pode ser parâmetro para saúde do mesmo, os profissionais e as pessoas tem que entender que “OBESIDADE NÃO É SINÔNIMO DE DOENÇA E MAGREZA NÃO É SINÔNIMO DE SAÚDE”.

Leia também:  Por que você não deve pular mais o café da manhã

Vários estudos apontam que 1 a cada 4 pessoas magras sofre os mesmo riscos associados a obesidade…

Todo esse “boom” de propagandas, mídias sociais, indivíduos que se consideram experts em vida saudável não tem ideia do mal que está fazendo na vidas das pessoas pois, a forma que se alimenta, o que se alimenta, seus exercícios, sua rotina é ÚNICA  é individual não significa de maneira nenhuma que vai levar ao mesmos resultados para as pessoas que te acompanham, no final as consequências são terríveis como raiva, frustações, depressão, tristeza … e muitos são pagos para isso e só fazem isso da vida, e as pessoas que os seguem tem uma vida normal, como jornada de trabalho, filhos, afazeres etc…

As pessoas que estão com sobrepeso e obesas são geralmente muito ansiosas, e por todo o julgamento, medo de entrar em lojas e não encontrar roupas, vergonha de ir a lugares, praias desenvolvem ainda mais vontade de “comer” até mesmo a pressão que sofre dentro de casa isso não ajuda em nada só piora a situação. Quantas mães privam seu filho de comer com medo de serem “gordos” infelizmente são futuros candidatos a terem problemas psicológicos quando envolvemos a alimentação e a imagem corporal fica em primeiro lugar em sua vida e em último a “saúde”!!

Leia também:  Como café, cigarro e álcool interferem na sua fertilidade

Hoje os dados mostram que 50% de obesos tem menos chance de estudo superior, 20% menos chance de se casarem, 7 vezes mais chance de ter depressão e recebem 9% a menos que pessoas não obesas (dados tirados da revista Galileu, Janeiro 2017)

Temos que ter a mente aberta para entender que não existe padrão de beleza, corpo ideal para 100% da população, alimentação padrão e perfeita…

DICAS DA CEOLIN  PARA QUAL É A SOLUÇÃO:

1º Coma de forma intuitiva, prazerosa e com muita atenção e pare quando estiver saciado, perceba os sinais que o seu organismo te dá;

2º Variedade em suas refeições inclua todos os alimentos;

3º Faça atividade física, qualquer uma desde subir escadas ao invés de pegar elevador, parar o carro mais longe no serviço para ir caminhando, academias, ao ar livre, jogos em grupos…

4º Seja consciente, conheça seu corpo, seus limites…

5º Vá regularmente ao médico faça exames bioquímicos para avaliar se tem algum problema metabólico (checkup)

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.