Imagem: prefeito designado por Deus e eleito pelo voto do povo
Reprodução/Eleições 2016

Bahia – A primeira medida de Jairo Magalhães (PSB), que assumiu o cargo de prefeito de Guanambi, na Bahia, no último domingo, causou certo estranhamento na população. O decreto publicado nesta segunda-feira “entrega a chave da cidade ao Senhor Jesus Cristo”.

No documento, ele se diz “designado por Deus e eleito pelo voto popular” e declara que todos os setores da prefeitura estão “sobre (sic) a cobertura do Altíssimo”.

Imagem: decreto de prefeito da Bahia
Reprodução

Em ato contínuo, o novo prefeito também “cancela, em nome de Jesus, todos os pactos realizados com qualquer outro Deus ou entidades espirituais”.

Aos 51 anos, o empresário Jairo Magalhães foi eleito com 50.85% dos votos, totalizando 23,989 mil. Em entrevista a TV Aratu, ele diz que foi mal interpretado, admite ser cristão, defensor do Estado Laico e contra qualquer tipo de intolerância religiosa. “Quando uma pessoa chega para mim, não quero saber qual é a sua religião, porque valorizo elas pelos seus atos”, afirmou.

Leia também:  Atriz Solange Couto pede ajuda nas redes sociais para localizar carro roubado
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.