As expectativas para a comercialização de leite no estado de Mato Grosso estão mais animadoras no início do ano de 2017 do que quando se iniciou o ano de 2016. De acordo com os economistas do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) essa animação se dá por conta do cenário internacional.

Os dados mostram que no cenário internacional, esperam-se preços mais atrativos nas comercializações entre os países no leilão Global Dairy Trade (GDT), e o início da recuperação do setor lácteo em nível mundial. No que tange à produção brasileira, esperam-se que as chuvas para esta safra sejam regulares, favorecendo a produção no campo e, desta forma, não estão descartados recuos nos preços pagos aos produtores no início do ano.

Leia também:  Secretaria promove 1º Encontro de Assistentes Sociais do Sistema Penitenciário

Por outro lado, projeta-se de igual modo uma boa safra de grãos e, caso isto ocorra, o produtor poderá encontrar preços acessíveis para suplementar o rebanho, principalmente no 2° semestre, com o andamento da 2ª safra de milho. Contudo, o fator preocupante é a retomada do crescimento econômico, uma vez que as projeções do PIB segundo o relatório Focus para 2017 é de um crescimento de 0,70% frente a 2016, assim, fica o impasse sobre a reação da demanda no setor lácteo.

Logo, a perspectiva para a cadeia leiteira em Mato Grosso em 2017 é de um cenário antagônico nos primeiros meses, ao passo que, conforme a demanda apresente melhora e a oferta se ajuste no decorrer do ano, vislumbra-se um cenário mais promissor, no qual todos os elos podem ser beneficiados.

Leia também:  Seduc apresenta proposta para a realização dos jogos regionais estudantis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.