Imagem: MT 246
Foto: Reprodução

O secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, confirmou nesta terça-feira (17.01) a reconstrução da rodovia MT-246, entre o entroncamento com a BR-163 (Jangada) e o município de Barra do Bugres. Segundo avaliação da equipe técnica, trata-se de uma rodovia estruturante, que ficou por anos sem uma recuperação definitiva, mas que, já no primeiro semestre de 2017, irá receber obras.

Do trecho de Porto Estrela a Barra do Bugres a maior parte da obra já está concluída. No perímetro de Vila Aparecida a Cáceres, o recurso também está garantido, e de Vila Aparecida a Porto Estrela falta apenas a autorização de uma licença ambiental.

De acordo com o secretário, serão investidos R$ 30 milhões em recursos do último lote do Programa de Desenvolvimento Sustentável de Turismo (Prodestur), gerido em Mato Grosso pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Leia também:  Alto Araguaia | Exportação cai 11% no mês de julho

A obra de reconstrução, que será executada por meio da Sinfra, deve incentivar o turismo em Barra do Bugres, e, até mesmo, em Tangará da Serra. Ao todo, deste lote do Prodestur foi liberada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a quantia de R$ 99,878 milhões.

Obras previstas

Deste montante, mais de R$ 25.358 milhões serão investidos na construção de uma nova trincheira, que estará localizada no entroncamento das rodovias Emanuel Pinheiro (MT-251) e Hélder Cândia (MT-010), desafogando o trânsito para saída para Chapada dos Guimarães e Distrito da Guia, bem como o acesso ao Centro Político Administrativo (CPA).

Também estão previstas obras de reconstrução da rodovia MT-246, que passa por Barra do Bugres e Jangada, e da rodovia MT-344 entre Dom Aquino e Jaciara.

Leia também:  MT é o 5º Estado com maior índice de violência sexual contra criança

Além disso, será executada pela Sinfra a obra de pavimentação da rodovia MT-343, beneficiando os municípios de Cáceres, Porto Estrela e Barra do Bugres, cidades que possuem importantes atrativos turísticos. Esta pavimentação é sonho antigo da população, que ganhará um acesso de asfalto da região pantaneira de Cáceres até a região sudoeste do estado.

O BNDES aprovou ainda a substituição de quatro pontes de madeira por de concreto armado na Rodovia Transpantaneira, após o Pixaim. A estrada parque é a porta de entrada ao Pantanal de Mato Grosso, e recebe todos os anos milhares de visitantes que buscam observar a beleza dos animais e da flora da região, que é a maior planície alagada do mundo.

Leia também:  Detenta apanha dentro de presídio por trair marido integrante do Comando Vermelho

Com total de R$ 278 milhões em investimentos, este Programa foi aprovado em 2012, com uma linha de crédito de R$ 250 milhões a serem financiados pelo BNDES e R$ 28 milhões são de contrapartida do estado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.