O muro de um cemitério cedeu e ossos invadiram as casas de moradores de São Miguel Paulista, na Zona Leste de São Paulo, informou o Bom Dia São Paulo desta sexta-feira (6). O incidente ocorreu após as fortes chuvas que atingiram a região no dia 29 de dezembro.

Imagem: ossos invadem ruas após chuva ceder muro de cemitério
Foto: Reprodução/TV Globo

Um vídeo gravado pela moradora Andréia de Souza mostra a “cachoeira” que se formou naquele dia no muro do Cemitério da Saudade, na Rua Cândido de Carvalho. O restante do muro cedeu em seguida e a lama invadiu as casas vizinhas.

“Entrou lama e muita água nas casas. Vimos ossos carregados pelas chuvas. Alguns entraram na minha casa, no quintal”, disse. “O muro continua prejudicado e ninguém resolve.”
Nesta sexta, o muro estava isolado por fitas e cavaletes, e coberto por tapumes. Os moradores dizem que o serviço foi realizado pela Defesa Civil. Contudo, nenhuma obra havia sido feita até esta manhã.

Leia também:  Madrasta alega ter queimado mão de criança por "mau comportamento"

Os vizinhos do cemitério temem que a situação se repita, já que estamos na temporada de chuvas fortes. Segundo eles, o subprefeito de São Miguel, Edson Marques, esteve no local, mas não deu perspectiva de quando as obras de reconstrução do muro serão realizadas.

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Paulo confirmou que devido ao período de chuvas, dois trechos do muro do cemitério cederam e que a Defesa Civil deu apoio, isolando a Rua Cândido de Carvalho, enquanto os entulhos são removidos da área. A secretaria disse ainda que as ossadas estão devidamente identificadas e armazenadas, e que as obras devem começar na segunda-feira (9).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.