Policiais civis do plantão da 1º DP e policiais militares atendendo a ocorrência - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Policiais civis do plantão da 1º DP e policiais militares atendendo a ocorrência – Foto : Messias Filho / AGORA MT

Uma ocorrência surreal mobilizou as policias civil e militar na noite desta sexta-feira (20) em Rondonópolis (MT). O fato aconteceu por volta das 21H quando um casal com seus dois filhos, em um carro praticamente invadiu o pátio da 1ª Delegacia de Polícia pedindo socorro.

Ao mesmo tempo disparos de arma de fogo foram ouvidos pelos policiais que já atendiam o casal em desespero. Os tiros estariam acontecendo no fundo da delegacia, embaixo da ponte da Av. Marechal Rondon, no Cais. Ao se deslocarem até o ponto de onde eram ouvidos os disparos, três viaturas da PM, motos do grupo CAR e uma viatura da Policia Civil se depararam com um homem completamente nu, muito machucado e uma moto caída ao chão.

Vítima de tentativa de homicídio na rua Rosa Bororo - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Vítima de tentativa de homicídio na rua Rosa Bororo – Foto : Messias Filho / AGORA MT

A cena encontrada pelos policiais, se encaixavam na rápida história contada pelo casal, que havia pedido abrigo na delegacia alegando que estavam sendo perseguidos por homens em motos, que haviam atirado contra eles e um motociclista, que eles haviam parado para socorrer exatamente no local onde o homem pelado havia sido encontrado.

Leia também:  Motorista bate em motocicleta e foge sem prestar socorro as vítimas

Levado para a delegacia o homem ainda nu, completamente atordoado não sabia explicar como havia chegado ao local e nem porque estaria sem roupas. Já o casal ainda em estado de choque relatou à polícia civil, que eles trafegavam pela rua Rosa Bororo, quando foram ultrapassados por uma motocicleta em alta velocidade e que essa ao passar por um quebra-molas o piloto perdeu o controle e caiu ao chão próximo a uma moto, ao pararem o carro para prestar socorro, “três motos se aproximaram em alta velocidade e dois dos quatro homens desceram armados e após se enrolarem para sacar as armas começaram a disparar contra a vítima que estava caída ao solo”, relata o homem que estava no carro, “fiquei em desespero, estava com meus dois filhos e minha mulher, que dirigia o carro, pedi imediatamente a ela que acelerasse e fugíssemos do local, foi quando um dos homens atirou contra o nosso carro, minha esposa arrancou com o carro e só paramos quando estamos aqui no pátio da delegacia”, relatou o homem.

Leia também:  Acusado de aliciar namorada menor para o tráfico de drogas é preso em São Félix do Araguaia
Veículo que foi alvejado quando passava no momento da tentativa de homicídio - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Veículo que foi alvejado quando passava no momento da tentativa de homicídio – Foto : Messias Filho / AGORA MT

Já a vítima que estava pelada, só conseguiu ordenar seus pensamentos horas depois do fato e depois de ter sido levado para atendimento médico, pois estava com várias escoriações e um corte no pé esquerdo.  A vítima que já havia sido devidamente vestida pelos policiais, contou que logo após o almoço foi para a casa de um homem que ele conhecia apenas por “Bié” e que lá começaram a beber muito.

Na casa ainda segundo a vítima havia pelo menos mais um homem, que ele disse ser um sobrinho de “Bié”. Já a noite começou uma discussão onde “Bié” o acusava de flertar com a sua esposa e passou a agredi-lo, foi quando o sobrinho do agressor apareceu armado e começou a efetuar disparos contra a vítima. O homem ainda visivelmente transtornado relatou ainda que não se recordava dos fatos que ocorreram após a discussão e os primeiros disparos até ele ser encontrado nu embaixo da ponte no centro de Rondonópolis.

Leia também:  Manobrista morre após ser atropelado em frente de boate em Cuiabá

Os investigadores diante dos fatos e depois da vítima medicada levaram o homem para tentar localizar a casa onde teria ocorrido os primeiros disparos e a suposta agressão, depois de algum tempo de diligencias a vítima informou que não saberia reconhecer a casa onde os fatos teriam acontecido.

A Polícia Civil, por fim, registrou dois Boletins de Ocorrências separados, um como tentativa de homicídio contra o casal e seus filhos e outro como tentativa de homicídio com motivação passional.

O estranho caso, agora será investigado pela delegacia de homicídios.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.