Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução

Forma de uso: com seu sabor forte, picante e refrescante, pode ser utilizada seca. Mas é na versão fresca que o sabor e o aroma são mais intensos.

Com o que combina: o seu frescor é bem-vindo em geleias, molhos de iogurte ou acompanhando legumes de sabor cítrico. A hortelã faz um contraste saboroso com carnes fortes e marcantes, como pato, peru, ganso e cordeiro.

Aposte nela também para preparar sobremesas com chocolate, frutas cítricas e licores. Aliás, dá um gostinho especial em drinques refrescantes, como o mojito.

 

Com o que não combina: evite misturar a hortelã com especiarias de sabor muito marcante ou adstringente. Curry e canela são alguns exemplos.

Benefícios nutricionais: como se sabe desde a antiguidade, o óleo da hortelã traz benefícios para o sistema respiratório. Mas o trato intestinal também agradece o consumo: um estudo da Universidade de Brasília encontrou na erva uma alta porcentagem de óxido de piperitenona, ativo que combate amebas e giárdias, dois parasitas intestinais.

Leia também:  Compare morango e framboesa

Como plantar: o vegetal cresce facilmente se tiver espaço nas jardineiras. A hortelã tolera o calor, mas precisa de bastante água — só não encharque a raiz. Colha sempre as folhas mais altas primeiro para que as de baixo recebam luz.

Fontes entrevistadas: Vanderli Marchiori, nutricionista e fitotarapeuta de São Paulo, e Rosângela Carvalho, nutricionista e fitoterapeuta do Rio de Janeiro

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.