Bom dia, boa tarde, boa noite, boa madrugada, para você nosso leitor, queria fazer um pequeno aviso, 3% do ano já passou, é como se você tivesse R$ 100 e já tivesse gastado R$ 3. Parece que falta muito para o ano acabar, mas não se engane, se você não se concentrar nos seus objetivos amanhã será Natal novamente.

O tema de hoje é um tema que na última semana esteve na agenda dos poderosos e infelizmente volta e meia sempre vem a tona. Quando isso acontece eu posso escolher dois caminhos: o certo, e aquele que me traria mais vantagens.

O mundo dos advogados é muito dividido, temos como fator de união a OAB, a maioria dos advogados possuem áreas de especialidades distintas, um faz penal, outro trabalhista, outro civilista, outro previdenciário (aposentar velhinhos).

Nós devíamos ser grandes conhecedores da Constituição – a lei maior que comanda todas as outras leis -, mas como somos muito ocupados e essa é uma profissão muito difícil, as vezes estudamos pouco, acabamos sabendo muito do que rotineiramente fazemos, e esquecendo a Constituição.

Vocês não precisam saber a Constituição para viver, mas é sempre bom conhece-la, para ter uma bússola, quando tiver uma dúvida, você não precisaria conhecer a lei específica, você se perguntaria, isso é constitucional?

Vivemos agora um momento de saudosismo, estamos na firme ilusão de que antes era melhor. O mundo atual é tão exigente e complexo, que ao invés de nos adaptarmos a ele, estamos com saudades de quando ele era mais lento, quando dava para saber mais facilmente quem é o vilão e quem é o mocinho.

Leia também:  Já sabe como receber os valores da Telexfree ? | Entendendo Direito

Por isso quando houve o massacre nas prisões do Brasil, todos os cidadãos de “bem”, ficaram felizes iguais criança. Alguns torcendo para que houvessem novas mortes, e bandido matando bandido a sociedade iria ficar melhor, tudo mais claro, o mal contra o mal, finalmente um objetivo claro e simples nesse mundo tão complicado, quanto mais bandidos matassem, melhor para a sociedade.

Não culpo vocês, e para mim daria muito mais “IBOPE” apoiar vocês , afinal de contas em ultimo caso vocês são meus patrões, e as pessoas que estão presas são malfeitores, mas gostaria de falar a vocês humildemente porque apoiar os massacres nas prisões é pura paixão não tem bons fundamentos e ao contrário do que parece não purifica a sociedade em nada, só a infecta.

Tudo que é ligado a morte como solução já foram tentados por pessoas ligadas a partidos no mundo, os nazistas já tentaram a morte como solução na Alemanha, os comunistas na China e na Russia. Só essas três nações mataram milhões de pessoas que eles consideravam malfeitores, e adivinhem, não deu certo, você pode ate começar matando um estuprador aqui, um ladrão de bando ali, mas daqui a pouco você mata um inocente.

Leia também:  Governo tentará cassar aposentadoria por Invalidez, proteja-se | Entendendo Direito

A partir da experiência da Segunda Guerra Mundial, onde aprendemos muito sobre morte como solução, e concluímos que matar o inimigo acaba não funcionado, devendo ser feito apenas em combate. Quando o inimigo ainda tem chances de combater, após ele se render, o ideal é que não o matemos, não importa quantos tiros ele deu em você (eu sei que essa parte é a mais difícil de aceitar).

Mas depois da Segunda Guerra Mundial por influência dos alemães, um dos povos que mais mataram prisioneiros no mundo, convencidos que isso não era bom, criaram o conceito de dignidade da pessoa humana, que também veio parar na nossa Constituição e para que todos soubessem da sua importância foi colocado no Artigo 1 que diz assim:

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

III – a dignidade da pessoa humana;
Isso quer dizer que mesmo um monstro que matou um bebe inocente, e vejam como eu entendo que isso é difícil de aceitar, mas mesmo esse monstro deve ser apenas preso e não preso e torturado ou mesmo preso e morto, porque esse miserável é um ser humano e não devemos tratar seres humanos como animais, mesmo que eles ajam como se fossem.

Leia também:  Uber, Rondonópolis precisa? | Entendendo Direito

Qual seria a solução então para os presídios?

Pode parecer piada o que vou falar , mas as palavras que direi não são minhas , são de um grande cientista brasileiro chamado Darcy Ribeiro, que em 1982 disse:

“Darcy Ribeiro fez em 1982 uma conferência dizendo que, se os governadores não construíssem escolas, em 20 anos faltaria dinheiro para construir presídios”.

Sei que vocês gostariam mesmo que a poderosa PM, matasse todos os malfeitores da nossa cidade, um dia depois seria lindo não?

A cidade livre de bandidos, mas não é assim, enquanto faltarem escolas sobrarão bandidos, mesmo que por mágica a poderosa Polícia Militar cumprisse a fantasia da sociedade de sair matando todos os bandidos, um povo sem educação formal como a nossa, com baixíssima chance de progresso material, é uma máquina de construir futuros bandidos e em pouco tempo depois teríamos bandidos de novo e o pior, ainda piores, pois saberiam que o que lhes espera é a morte violenta.

Não deixem que as paixões ceguem os senhores, sejam um pouco mais conhecedores da lei que a maioria, pensem na dignidade da pessoa humana e mesmo no que disse Jesus, não da para falar nas redes sociais que bandido bom é bandido morto e depois ir na igreja pedir que Deus ilumine os seus caminhos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.