Imagem: pai e filha de 6 anos chegam à Austrália após 1 mês à deriva no mar
Foto: Dianne Gray/Reuters

Um neozelandês e sua filha de seis anos que estavam perdidos no mar há mais de um mês chegaram à costa da Austrália após conduzirem seu pequeno e danificado iate ao longo de 2 mil quilômetros nas agitadas águas do Mar da Tasmânia.

Alan Langdon, de 46 anos, e sua filha Que planejavam fazer uma viagem curta na costa da Nova Zelândia, mas após uma tempestade danificar o leme da embarcação eles se viram perdidos em alto mar.

“A partir do momento em que perdemos o leme, não tínhamos muita opção”, disse Langdon à mídia local após chegar na quarta-feira (11) a Ulladulla, um porto pesqueiro a 230 quilômetros de Sydney.

Leia também:  Acidente com ônibus mata 18 pessoas e deixa 5 desaparecidas na Índia

“Esperei pelo bom tempo, que não veio. Nesse estágio fomos empurrados para o sul”, disse, acrescentando que ele decidiu que seria mais seguro chegar à Austrália por aquele caminho. Pai e filha eram procurados por equipes de resgate.
Langdon vai ficar alguns dias em Ulladulla consertando o leme quebrado antes de voltar para casa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.