Imagem: papa francisco
Foto: Filippo Monteforte / AFP

O papa Francisco nomeou, na segunda-feira, 1º, o pastor protestante Marcelo Figueroa, editor da edição semanal argentina do jornal Osservatore Romano, órgão oficioso da Santa Sé, que já tem uma versão em espanhol. Francisco, o então cardeal Jorge Mario Bergoglio, e Figueroa são amigos há mais de 15 anos e participaram de uma série de debates na TV sobre a Bíblia, em Buenos Aires, com o rabino Abraão Skorka, também amigo do papa.

A edição argentina do Osservatore será lançada em setembro, com o apoio da Conferência dos Bispos da Argentina e colaboração de teólogos católicos. A escolha de Figueroa para a função surpreendeu líderes protestantes e vem provocando reação contrária de movimentos conservadores da Igreja Católica, que criticam a aproximação do papa com os evangélicos à véspera das comemorações dos 500 anos da Reforma de Lutero, em outubro.

Leia também:  Corpo de uruguaio é encontrado em decomposição em apartamento de Flórianópolis

Figueroa foi presidente da Sociedade Bíblica da Argentina durante 35 anos e pastor de uma igreja presbiteriana em Buenos Aires. Além de dirigir a edição argentina do Osservatore, ele continuará como colaborador da edição diária do jornal da Santa Sé, publicado em italiano. A exemplo da edição brasileira, também semanal, que é preparada em Roma e rodada na gráfica da Editora Santuário, em Aparecida (SP), a versão argentina será impressa na Argentina, com material de redação enviado pela internet.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.