A Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA) realizou prisão em flagrante de uma mulher por receptação, adulteração, associação criminosa e tráfico de drogas na Capital. A detida agia em conjunto com seu companheiro, um reeducando da Penitenciária Central do Estado (PCE).

A investigada Natália Cristina Xavier da Mota e Albuquerque foi presa na noite de terça-feira (17.01) no bairro Santa Laura, em Cuiabá. A ação realizada pelos policiais civis da unidade especializada apurava denúncia anônima informando que em sua residência funcionaria um ponto de receptação de veículos furtados e roubados.

Imagem: drogaNo quintal da residência foi encontrado um veículo VW/Fox, cor branca, proveniente de roubo realizado no mesmo dia. Dentro da casa foram localizadas porções de substância análoga à cocaína (cerca de 250 gramas), além de petrechos utilizados para a preparação da droga, como ácido bórico, éter e balança de precisão.
Aos policiais Natália disse saber a origem ilícita dos veículos, que a residência foi alugada com o propósito de ocultá-los até serem retirados por comparsas de seu convivente o reeducando, L.M.S, conhecido como Martelo ou Marreta, que era quem também determinava a destinação de porções de drogas, a serem entregues por um moto-taxista.

Leia também:  Traficante é presa em flagrante com droga no sutiã

Ainda durante a busca foi apreendida placa de veículo Fiat/Strada, que ainda não foi localizado.

A autuada ainda revelou que, na semana passada, outro veículo produto de crime, um Toyota/Etios, foi deixado pelos “meninos de Martelo” naquela casa, saindo no dia seguinte.

O caso segue em investigação pela Delegacia.

Representação

Natália foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

O delegado adjunto da DERRFVA, Marcelo Martins Torhacs, realizou representação solicitando a conversão da prisão em flagrante em preventiva. “Restou evidenciado que a autuada Natália, aceitou integrar associação criminosa especializada em roubos/receptação de veículos e tráfico de drogas, com atuação nesta Capital e várias outras cidades, comandada por L.M.S, indivíduo conhecidíssimo da polícia e da Justiça, e integrante de facção criminosa”, destaca.

Leia também:  Alta Floresta | Menor envolvido em roubos, furtos, tráfico e homicídio é apreendido pela PC

Também foi realizada a representação de prisão preventiva em desfavor do segregado L.M.S, por ser o articulador dos crimes executados e confessados por Natália.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.