Imagem: Garimpo ilegal
Garimpo ilegal- Foto: Reprodução

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP), enviou nesta terça-feira (24), uma incursão na área do garimpo ilegal na cidade de Pontes e Lacerda (a 483 km de Cuiabá).

As forças integradas da segurança pública (Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros e Politec) e as forças especializadas do GOE, Garra Rotam e Força Tática estavam no local, para por um fim as práticas de crimes praticadas contra o garimpo, no momento em que a segurança chegou, os garimpeiros fugiram.

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Marcos Vieira da Cunha, disse que uma ação integrada já era elaborada para ser deflagrada no município. “O nosso trabalho aqui é para coibir a extração ilegal de minérios, porte de arma e crimes ambientais”, apontou.

Leia também:  Barra do Garças | MPE notifica prefeitura para que regulamente estacionamento rotativo

A área, conhecida como Serra da Borda, foi ocupada no dia 30 de dezembro passado. A região já teve outras invasões no ano de 2015 e 2016, quando as forças de segurança do Estado retomaram o local e entregaram para União por meio do Exército brasileiro, que por 30 dias garantiu a desocupação.

Desde o dia 05 de janeiro, o secretário de Estado de Segurança Pública (Sesp), Rogers Jarbas, determinou que 32 Policiais Militares de unidades especializadas do GOE, Garra Rotam, Força Tática e Bope se deslocassem até o município para reforçar a segurança na cidade.

Coletiva de Imprensa

Em coletiva de imprensa nesta terça-feira (24), na sede do Comando Regional da Polícia Militar, em Pontes e Lacerda, os secretários de Integração Operacional e de Inteligência, coronel PM Marcos Cunha e Gustavo Garcia, deram mais informações sobre o trabalho de incursão realizado no município.

Leia também:  Inscrições para seletivo do IBGE encerram nesta terça-feira (23)

Segundo a Polícia Militar (PM) mesmo com a desocupação do local o trabalho de segurança da Serra da Borda será mantida até a chegada da Força Nacional que foi solicitada pela segunda vez nesta terça-feira pela SESP, com a intenção de fazer a contenção na Serra da Borda.

Leia também:

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.