Imagem: agentes lutam contra foco de mosquito em são pedro da cipa
Assessoria

Agentes de Saúde e de Combate a Endemias estão percorrendo os bairros de São Pedro da Cipa, orientando os moradores no combate ao Aedes aegypti e eliminando os focos do mosquito. A força tarefa, que faz parte do cronograma de ações da atual administração, teve início nesta segunda-feira (16.01).

Conforme a coordenadora dos trabalhos, a enfermeira Andressa Pedroso, as equipes também estão coletando todo o material encontrado, para uma análise de infestação. “Esse resultado será fundamental para nortearmos a meta de nosso plano de ação”, assegurou.

Segundo ela, no ano passado não houve índice de infestação ou doença, seja Dengue, Zika, Chikungunya ou Febre Amarela. “Esse ano já temos um caso registrado e por isso o nosso cuidado tem sido redobrado”, complementou,

Leia também:  Hidrelétrica deve gerar mais de 5 milhões de kwh por ano

Andressa lembra ainda, que todo o trabalho está sendo realizado em parceira com os fiscais da Vigilância Sanitária, que atuam de forma continua, visitando periodicamente os imóveis e multando quem tiver criadouro reincidente. “A pessoa será orientada a como solucionar o problema e notificada. Se os agentes constatarem que nada foi feito, ela é multada”, ressaltou.

Cleide Fatima (49) é moradora da Vila Érica e considera a atuação dos agentes como primordial no proliferação dessas larvas de mosquito. “Eles chegam e casa, conversam com a gente todos os meses, certinho. Essa atenção é importante, para que saibamos como agir”, avaliou.

A dona Francisca de Jesus (78) também recebe as visitas constantemente.
Aposentada, faz questão de garantir que em sua própria casa não haja nenhum tipo de foco. “Isso tudo faz a diferença em minha vida”, relatou.

Leia também:  Servidores públicos lavam AL em ato contra a corrupção

O prefeito Alexandre Russi informou que todas as medidas necessárias já estão sendo tomadas para que não haja proliferação do mosquito e assim a epidemia de doenças. “Ainda estamos em época de chuvas e não vamos tolerar nenhum tipo de infestação e que nossa população seja acometida por essas doenças. Após o levantamento, todas as providencias necessárias serão colocadas em prática”, garantiu.

Um reunião com todas as equipes da Saúde será realizada nos próximos dias, onde serão apresentados todos os dados e traçadas as metas de mobilização.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.