Imagem: Forças de segurança israelenses e equipes de emergência se reuniram no local do ataque
Divulgação

Quatro soldados israelenses morreram neste domingo atropelados por um caminhão em Jerusalém, em um ataque realizado por um palestino apresentado por Israel como simpatizante do grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

O motorista foi morto a tiros, e 17 soldados ficaram feridos, um deles com gravidade, segundo socorristas.O motorista do caminhão foi identificado pela imprensa palestina como Fadi Al-Qanbar, morador de Jerusalém Oriental, parte da cidade ocupada e anexada por Israel em 1967.

Os militares mortos eram três mulheres e um homem, todos de cerca de 20 anos, um subtenente e três soldados.

“Os atentados se sucedem, desde a França até Berlim, e, agora, em Jerusalém, e é provável que estejam relacionados”, indicou o premier de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmando que o motorista era “simpatizante do EI”.

Leia também:  Ex-chefe de campanha de Donald Trump tem casa fiscalizada por FBI

O ataque aconteceu no começo da tarde, em um passeio público popular do qual se pode avistar a Cidade Velha de Jerusalém.Um grupo de soldados desembarcava de um ônibus, quando o caminhão acelerou na direção deles”, informou o porta-voz da polícia israelense Micky Rosenfeld.

Imagem: soldados morremm em ataque de caminhão
Divulgação

O caminhão acabou a ação no gramado, perto do ônibus, com marcas de tiro no para-brisa.

 

O ataque aconteceu no limite entre os bairros Armon Hanatziv, de colonização judaica, e Jabal Mukaber, palestino.

 

“Oferecemos todo o nosso apoio aos nossos aliados israelenses, que trabalham para determinar quem está por trás deste ataque”, assinalou Ned Price, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, que ofereceu condolências aos parentes das vítimas.

Leia também:  Vovó troca pedais e mergulha com carro em piscina

“Tais atos covardes não se justificam, e fazemos um chamado a todos para enviar uma mensagem clara de que o terrorismo não pode ser tolerado”, assinalou.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.