Imagem: incêndio no Chile
Reprodução

O presidente Michel Temer informou na noite nesta quinta-feira (26), em mensagem publicada no Twitter, ter determinado às autoridades brasileiras que ajudem o governo do Chile em razão dos incêndios florestais que têm atingido o país nos últimos dias, considerados os piores da história.
Mais cedo, a presidente chilena, Michelle Bachelet, decretou estado de emergência e pediu ajuda a outros países. Ao todo, seis pessoas (dois policiais e quatro bombeiros) morreram e 12 ficaram feridas. Segundo a GloboNews, os incêndios atingem cidades das regiões central e sul do país há mais de dez dias.

 

Imagem: incêndio no Chile.
Reprodução

“Determinei às autoridades competentes que o governo brasileiro preste toda a ajuda possível”, escreveu o presidente na rede social.
Temer ainda acrescentou que o Brasil se solidariza com as vítimas, com as famílias dos que morreram e com o povo chileno. “Acompanho com grande preocupação os incêndios no Chile”, completou.
Segundo a agência EFE, pelo menos mil imóveis foram arrasados pelo fogo entre a noite de quarta (25) e a madrugada desta quinta (26) na cidade de Santa Olga, na regiã de Maule, uma das mais atingidas pelos incêndios florestais.
Ainda de acordo com a agência internacional, relatórios iniciais das autoridades locais indicam que entre 6 mil e 7 mil pessoas perderam as casas onde moravam.
Segundo a GloboNews, quartéis da polícia, dos bombeiros, escolas, um centro de atendimento médico e instalações industriais também foram atingidos pelos incêndios. Ao todo, 190 mil hectares foram destruídos.

Leia também:  Onda de calor batizada com o nome de 'Lúcifer" provoca incêndios florestais na Itália
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.