Imagem: sirene carro de polícia
Foto: Ilustrativa

Dois homens acusados de participar do crime de extorsão, na modalidade conhecida como “sequestro relâmpago” foram presos pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (15), após serem identificados em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá. Um terceiro suspeito de envolvimento na ação criminosa continua foragido.

 
Apontado como um dos autores do crime, Thallys Lucas Bruno da Silva Ferreira, foi localizado em uma loja, na Avenida Carmindo de Campos em Cuiabá. O suspeito Lucas Bruno da Silva Ferreira teve o mandado de prisão cumprido, em Rondonópolis em uma ação da equipe da Derf do município.
 
O crime aconteceu no dia 27 de setembro, no campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá. Dois homens armados, em uma motocicleta, abordaram a vítima e restringiram sua liberdade por aproximadamente 3 horas.
 
Durante a ação criminosa, os suspeitos buscaram o terceiro comparsa, que passou a conduzir o veículo da vítima, enquanto um foi no banco do passageiro e o outro no banco de trás, acompanhando a vítima. Utilizando de violência e grave ameça, os criminosos sacaram dinheiro e fizeram compras com o cartão da vítima.
 
Assim que foi acionada do crime, a equipe da Derf inciou as investigações,com apoio do Núcleo de Inteligência e da equipe operacional, e conseguiu identificar Thallys como um dos autores do crime. Segundo as investigações, com o cartão da vítima, o suspeito comprou um aparelho celular em um Shopping da cidade.
 
Após a identificação do suspeito, os investigadores da Derf, em diligências, conseguiram localizar a motocicleta utilizada no roubo, na casa do pai do investigado. Em buscas no local, policiais apreenderam o veículo e um par de tênis que também foi comprado com o cartão da vítima.
 
Em continuidade as investigações, os outros dois participantes do crime foram identificados. Com base nos indícios de autoria, o delegado Guilherme Berto Nascimento Fachinelli, representou pelo mandado de prisão contra os suspeitos, pelo crime de extorsão qualificada pela restrição de liberdade.
 
As ordens de prisão foram deferidas pela Justiça e duas delas cumpridas na quarta-feira (15). Thallys teve o mandado de prisão cumprido pela equipe da Derf de Rondonópolis e Lucas foi localizado por policiais da Derf de Cuiabá, em uma loja na Avenida Carmindo de Campos. O terceiro envolvido não foi localizado e continua procurado pela Polícia.
 
Segundo Fachinelli, as investigações contra os suspeitos continuam, uma vez que eles podem estar envolvidos em outras ações semelhantes. “Cerca de um mês após esse crime, aconteceu outro, com características semelhantes, na mesma região. Estamos trabalhando na possibilidade de envolvimento do mesmo grupo”, destacou.
 
Participaram das diligências, os policiais civis Maycon, Wilma e Luís Otávio, com apoio do Núcleo de Inteligência da Derf e coordenação do delegado Guilherme Berto Nascimento Fachinelli.
Advertisements
Leia também:  Polícia esclarece latrocínio de dentista com identificação de 3 envolvidos entre eles um menor

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.