Imagem: MAMÃO
Foto: Reprodução / Melhor com Saúde

Vira e mexe o café da manhã é descrito como a refeição mais importante do dia. Agora, um novo estudo realizado pela Universidade Columbia, nos Estados Unidos, dá mais um motivo para ele manter esse status.

De acordo com a pesquisa, ataque cardíaco e derrame estão entre os problemas possíveis de serem evitados com o desjejum. É que ignorar essa refeição faria com que as pessoas beliscassem especialmente à noite — o que não é nada bom. “O momento em que comemos pode ser um fator importante a ser considerado, em adição ao que comemos”, relataram os cientistas no estudo.

Eles ainda não entenderam exatamente por que esses lanchinhos noturnos seriam tão prejudiciais. Uma das possibilidades é que o nosso corpo não processa açúcares à noite tão bem como faz durante o dia. Por isso, o excesso de comida nesse período alteraria o metabolismo, resultando em ganho de peso, inflamação e resistência à insulina.

Leia também:  Mães com insônia afetam a qualidade do sono de filhos pequenos

O time de Columbia lembra ainda que as emoções podem desencadear episódios de comilança – mesmo quando estamos sem fome. Ora, ninguém busca uma maçã ou um iogurte quando está estressado. A tendência é partir logo para itens calóricos e de baixo valor nutricional. “Sugerimos se alimentar com consciência, prestando atenção e planejando o que e quando você vai consumir. Isso evita o comer emocional”, reforçaram os autores.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.