Imagem: Castanha
Foto: Ilustrativa

“Essa combinação faz total sentido”, defende a nutricionista Arianna Carughi, consultora científica da Sun-Maid Growers of California, nos Estados Unidos. De acordo com ela, as oleaginosas – grupo formado por castanhas, nozes, amêndoas e companhia – têm um balanço de gorduras boas e proteínas.

Além dos efeitos positivos, sua presença torna mais devagar o aproveitamento do açúcar vindo das frutas desidratadas. “E apostar nelas é uma ótima maneira de aumentar a ingestão de frutas e de nutrientes essenciais, como os antioxidantes”, raciocina Arianna.

A parceria, garante a nutricionista, ajuda a reduzir a circunferência abdominal, amenizar a liberação de glicose e insulina após as refeições e a controlar a pressão arterial. A sugestão é usar o mix de nuts e frutas secas nos lanches da manhã e da tarde.

Leia também:  Sorgo: vale a pena conhecer esse cereal

Sem exageros

As oleaginosas não são tão magrinhas. E as frutas, ao serem desidratadas, ficam menores e com açúcar concentrado. Então, nada de abusos. A recomendação é ingerir duas colheres de sopa de oleaginosas e um quarto de copo das frutas secas por dia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.