Suspeitos do roubo no Sagrada Familia - Foto: PJC
Suspeitos do roubo no Sagrada Familia – Foto: PJC

Os investigadores da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis prenderam Rafael de Araújo Ribeiro, Rogério Mateus de Sousa Ribeiro e Adelino Messias de Sousa, vulgo Doutorzinho, neste sábado (11). Os três são acusados de participarem de vários roubos a residências que ocorreram na região da grande Vila Operária.

Após vários casos de roubos nessa região, a Derf passou a monitorar e conseguiu chegar até dois dos suspeitos que são Rogério e Rafael. Na casa de Rogério os policiais localizaram uma pistola, um revólver calibre 38 e dinheiro.

Armas drogas dinheiro celulares e televisão apreendidos com os suspeitos - Foto: Varlei Cordova/AGORAMT
Televisão, armas, drogas, dinheiro e celulares apreendidos com os suspeitos – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

Em conversa com os policiais, os suspeitos acabaram entregando os celulares e lá os investigadores encontraram conversas que confirmavam a suspeita de que eles estavam envolvidos em alguns dos roubos que ocorriam na cidade.

Leia também:  Mais três fugitivos são presos e sobe para 10 o número de recapturados em Rondonópolis

Em uma dessas mensagens, os policiais conseguiram chegar até Adelino, vulgo Doutorzinho, que já é bem conhecido da Polícia. Ele era o responsável em fazer o levantamento das casas para que houvesse o roubo. Doutorzinho escolhia casas onde sabia que poderia ter armas, dinheiro e joias.

Rogério confessou que fez um roubo no Sagrada Família e que eles também estavam envolvidos no mesmo crime que ocorreu no Cophalis. Os três suspeitos vão responder por associação criminosa. Rogério também é acusado de posse de arma e roubo e para Adelino pesará ainda o tráfico e roubo.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.