O presidente do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) em Mato Grosso, o deputado federal Carlos Bezerra, disse em entrevista a imprensa em Cuiabá que não existe possibilidade do grupo de oposição ao governador Pedro Taques (PSDB) conversar com o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes, tentando uma aproximação.

Bezerra, segundo alguns “aliados” estaria provocando um possível racha entre Mendes e o grupo pensando apenas no seu projeto pessoal. “Ele (Bezerra) diz que há uma “desconfiança” do grupo quanto ao Mauro e a possibilidade de ele não cumprir acordos, mas na verdade ele está é pensando apenas no seu projeto de candidatura ao senado, disse a coluna Bastidores um membro do grupo de oposição.

Leia também:  Vetos irritam vereadores

Com as declarações de Bezerra e a mudança de rumo no governo Taques, que mira a reeleição, alguns interlocutores ligados ao ex-prefeito Mauro Mendes e ao grupo de oposição em formação, já começam a pensar em deixar o projeto de oposição ao governador, que tem aberto diálogo com forças políticas pensando em uma forte composição para a disputa em 2018.

Ao que parece a mão de pilão de Bezerra, anda perdendo força e o cacique pode sofrer ataques a sua suposta candidatura até mesmo de dentro do seu partido.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.