O senador José Medeiros (PSD-MT), nesta manhã de sexta-feira (10.02), durante pronunciamento no Senado Federal, protestou contra as péssimas condições das rodovias de Mato Grosso e fez duras críticas aos atrasos na duplicação da BR-163, principal corredor rodoviário do estado.

“As estradas não suportam evidentemente o grande tráfego, o tráfego pesado, e é buraqueira, quebrando os caminhões, de forma que isso vai se tornando mais caro. A coisa funciona muito bem dentro das porteiras, mas, quando chega o momento de o Estado entrar com a sua contribuição, que é fazendo infraestrutura, realmente isso não tem funcionado”, criticou o senador.

Para ele, o Mato Grosso poderia ser mais competitivo se a infraestrutura de transportes passasse a ser tratada como prioridade pelos gestores. “Apesar de sermos um grande produtor, nós temos de competir com países como Estados Unidos, que têm um sistema de transporte em três modais – ferroviário, hidroviário e rodoviário – que competem entre si, baixando o frete, e todos muito bem estruturados”, afirmou.

Leia também:  Setrat atende pedido de vereador e sinaliza escolas da cidade

Ainda de acordo com Medeiros, a maior parte das rodovias do estado não são duplicadas. O investimento em transportes, segundo o senador, também evitaria milhares de mortes. “Neste ano de 2017, vão morrer 280 pessoas nas estradas do Mato Grosso. E nós precisamos fazer com que essa realidade possa mudar. Nós temos essa preocupação, porque não é concebível que uma rodovia, onde passam 40 mil veículos, seja pista simples”, lamentou.

Modais – Na avaliação de José Medeiros, além de investir em rodovias, o governo deve incentivar obras em aeroportos e outros modais de transporte. “Antigamente, dizia-se que para o desenvolvimento chegar é preciso estradas. Hoje eu digo: também é preciso aeroportos, também é preciso aviação. Porque o empresário que quer investir no estado não tem tempo para ficar quatro, cinco horas numa rodovia”, afirmou.

Leia também:  Maggi continua no Governo e descarta entrar na disputa em 2018
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.