Depois do imbróglio que se arrasta sobre a eleição de Juary Miranda (SD), que de acordo com a Lei da Ficha Limpa, seria considerado inelegível, chegou a vez dos vereadores do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), Bilú do depósito de Areia e Rony Cardoso, mais a direção municipal do partido se explicarem com relação as candidatas sem voto.

O caso não é novidade para os que acompanham um pouquinho mais de perto a política, inclusive a nacional. O fato é que não é de hoje que alguns partidos se vendo impossibilitados de lançar chapa por conta da reserva de vagas para a minoria dentro do partido, tem lançado, em sua grande maioria, nome de mulheres que nem sequer vão participar do pleito, vão apenas para cumprir tabela.

Leia também:  Presença da Federal causa furor na cidade

Em outros estados do país já há decisões pela nulidade total dos votos de toda a chapa do partido o que ocasionou a perda de alguns mandatos. Em Rondonópolis, a desconfiança da justiça anda recaindo sobre o PRTB, que lançou algumas mulheres candidatas que sequer tiveram o próprio voto e segundo algumas pessoas nem campanha fizeram.

Agora a justiça está indo a fundo no fato e caso se comprove que houve a intenção do partido em burlar a legislação os vereadores eleitos podem inclusive perder o mandato.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.