O tenista Richard Gama, de 13 anos, finalizou uma turnê por quatro países para disputar cinco torneios sul-americanos, chamados de Gira Cosat, feitos em janeiro e fevereiro, na Colômbia, Equador, Paraguai e Brasil, e já se encontra com a família em Cuiabá. E, no último deles, na Copa Gerdau, encerrada nesta semana, em Porto Alegre (RS), obteve duas vitórias, uma na categoria de 14 anos simples e outra nas duplas. Ele segue na capital mato-grossense até domingo.

Na simples (individual), no round 1, Gama venceu o brasileiro Diogo Pessoa por dois sets a zero e parciais de 6/2 e 6/4. Depois, no round 2, Gama foi superado pelo equatoriano Álvaro Meza por dois sets a zero e parciais de 6/2 e 6/0. Nas duplas, com o parceiro Gabriel Constantino, após serem cabeças de chave, venceram Dali Blanch e Lucas Gonzalez, no round 2, por parciais 2/6, 6/4 e 10/6. Com a soma dos resultados da Gira, Gama ficou em 16º do ranking sul-americano.

Leia também:  Colorado perde e precisa reverter diferença de dois gols

Apenas dois outros brasileiros conseguiram melhores resultados, Pedro Dias se classificou em quarto lugar com 646,25 pontos, João Victor Loureiro ficou em décimo lugar com 347,5 pontos e Richard Gama em 16º com 186,25 pontos. No ano passado, em 2016, Gama havia ficado na posição número 60 com 132,5 pontos, dentre 487 competidores de toda América do Sul.

Copa Cali

Na Copa Clube Campestre Cali, de 14 a 21.01, em Santiago de Cali, na Colômbia, Richard venceu o mexicano Francisco Borbolla por 6/2 e 7/6(5), depois ganhou do equatoriano Gian Rojas por 6/0 e 6/2 e perdeu para o equatoriano Álvaro Meza por 6/1 e 6/4.

Nas duplas, com o parceiro Gabriel Constantino, venceram Francisco Borbolla e Alejandro Licea, ganharam de Piero Moreno e Nicolas Mendoza, superaram Máximo Lucentini e Manuel Salvo, venceram Francisco Villarroel e Christopher Li e perderam a final para Álvaro Meza e Rodrigo Oca por 6/7(3) e 6/2(10-08).

Leia também:  Internacional pode ser excluído da Série B após denúncias de documentos falsificados

Guayaquil Bowl

No Guayaquil Bowl, de 21 a 28.01, em Guayaquil, Equador, o tenista cuiabano venceu a primeira rodada contra o boliviano Santiago Ibargen por 6/2 e 6/1 e perdeu a segunda rodada para o equatoriano Álvaro Meza por 6/0 e 6/1. E, nas duplas, com Constantino, venceram Ignácio Buse e Jerome Ricker e perderam a segunda rodada para Felipe Comper e João Victor Loureiro.

Asuncion Bowl

No Asuncion Bowl, de 28.01 até 04.02, em Assunção, no Paraguai, ficou de cabeça de chave na primeira rodada e perdeu a segunda rodada para o mexicano Francisco Borbolla por dois sets a um e parciais de 3/6, 7/6(6) e 6/2. Não jogou duplas.

Banana Bowl

No 47º Banana Bowl, de 04 a 11 de fevereiro, em Caxias do Sul, no Brasil, abriu a primeira rodada de simples como cabeça de chave, depois venceu a segunda rodada contra o brasileiro Aécio Maranhão por parciais 6/4 e 6/2 e, em seguida, perdeu a terceira rodada para o venezuelano Francisco Villarroel por 6/4 e 7/6(5).

Leia também:  2ª Noitada de Boxe Olímpico acontece em Rondonópolis

Nas Duplas, Richard e Constantino começaram como cabeças de chave, depois venceram a segunda rodada contra os brasileiros Lucca Liu e Mathias Klimovicz por parciais de 6/1 e 6/3 e, na sequência, perderam nas quartas de final para o peruano Christopher Li e o chileno Felipe Comper por parciais de 6/1 e 6/2. Richard Gama é atleta do Serviço Social da Indústria – Sesi/MT.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.