Um roteiro de cinema para coroar uma das histórias mais emocionantes do surfe mundial. Depois de quase perder a vida em uma vaca nos treinos para o Pipeline Masters de 2015, no Havaí, e ser diagnosticado com uma grave concussão na cabeça, Owen Wright retornou à elite com o título na etapa de abertura, na Gold Coast australiana. O australiano passou pelos momentos mais difíceis em um delicado processo de recuperação. Alguns cogitaram que ele jamais voltaria a surfar. Mas o atleta não desistiu, reaprendeu a surfar, tornou-se pai e veio renovado para o Circuito Mundial. Após desbancar Gabriel Medina na semifinal, Owen venceu uma final de reviravoltas contra o melhor amigo Matt Wilkinson, que defendia o título na etapa.

Leia também:  Cuiabá Arsenal perde para o Rondonópolis Hawks e cai pela 1ª vez na história do estadual

– Isto é muito surreal. Estou amarradão. E ter enfrentado o Wilko na final aqui foi inacreditável. O Wilko me apoiou muito durante a lesão e esteve ao meu lado em cada degrau que tive de subir até chegar até aqui – disse Owen Wright, com os olhos marejados no palanque do campeonato.

O campeão assumiu a liderança do ranking mundial e vestirá a lycra amarela de número um do mundo na segunda etapa do Tour, em Margaret River, de 29 de março a 9 de abril.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.