25 de novembro de 2020
Mais
    Capa Destaques Agente prisional é preso por corrupção passiva e organização criminosa em Cuiabá

    Agente prisional é preso por corrupção passiva e organização criminosa em Cuiabá

    Imagem: celulares pce 27
    Reprodução: Assessoria PJC

    A Polícia Judiciária Civil, por meio dos trabalhos da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), em conjunto com o Grupo de Intervenção Rápida (GIR) da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH), realizaram a detenção de um agente penitenciário na manhã desta segunda-feira (27) em Cuiabá, (há 220km de Rondonópolis).

    Foram apreendidos com o homem de 42 anos, trinta aparelhos de celular que seriam comercializados a reeducandos da unidade prisional.

    O agente já vinha sendo investigado pelo GCCO e por meio de troca de informações com a administração da Penitenciária Central do Estado (PCE) foi possível realizar o flagrante, por volta das 10h da manhã.

    Ao ser abordado pelos profissionais da unidade prisional que solicitaram a revista pessoal, o agente acabou confessando que estava com os celulares mais comuns escondidos dentro da “pochete” que estava usando.

    Foram encontrados um total de 30 celulares, sendo 09 aparelhos celulares comum e outros 21 smartphones com sistema android e que estavam guardados dentro do armário do servidor, além de 21 carregadores, 18 fones de ouvido e 15 cabos USB.

    Conduzido ao GCCO, o agente penitenciário foi autuado em flagrante por corrupção passiva e organização criminosa. Ele será encaminhado para audiência de custódia, ficando à disposição do Judiciário.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS