Imagem: Frutas Cítricas
Foto: Ilustrativa

Propagada na cultura popular, a crença de que expor a pele com limão ao sol pode queimar e ocasionar manchas tem explicação científica. Não é apenas um boato, isso porque o sumo ácido da fruta em contato com os raios ultravioleta causa uma reação alérgica, semelhante a uma queimadura, que, longe de ser um mito, deve ser tratada imediatamente para evitar agravamento do quadro.

Em entrevista ao AGORA MT o dermatologista, Hélio Cerávolo, tirou algumas dúvidas referente as manchas e queimaduras ocasionados pelo contato com frutas cítricas e até plantas, como figueira, erva de São João e picão que podem ser responsáveis por uma pequena mancha até uma queimadura de segundo grau.

Para muitos o uso de frutas cítricas em receitas caseiras como máscaras faciais, sucos, doces resultam em efeitos contrários. “O limão é um inimigo do sol, as vezes apenas o fato de tocar nele e passar em outra pessoa, já pode gerar uma mancha ou uma queimadura de segundo grau”, explica o dermatologista.

Leia também:  Álcool pode ser mais prejudicial para as mulheres

O contato com algumas frutas cítricas queima a pele e é um quadro conhecido como Fitofotodermatose. “Algumas frutas e algumas plantas ela possuem uma substância que na presença do sol mudam a estrutura e passam a ser nocivas para a pele”, aponta Cerávolo.

As frutas como caju, manga, limão, laranja, lima da pérsia, tangerina e figo, podem dar manchas ou uma queimadura, que segundo o Doutor, esse caso ultimamente tem sido mais frequente em crianças.

Dr Hélio de C. Neto dermatológista - Foto: Varlei Cordova/AGORAMT
Dr Hélio de C. Neto dermatológista – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

“Às vezes os pais chegam na clínica com a criança para ser atendida porque eles tiveram contato com a fruta e não lavou as mãos adequadamente e foi pegar a criança no colo, ou passou a mão no rosto. Já atendi criança com manchas na barriga por causa da falta de cuidado dos responsáveis”, discorre.

Leia também:  Distimia | Quando o mau humor pode ser doença

Hidratantes, shampoo e outros que possuem o cheiro da fruta não causam manchas e nem queimaduras, esses produtos são sintéticos, podem ficar tranquilos.

Permanecer debaixo do guarda-sol traz uma noção errada de segurança. A radiação tem a capacidade de rebater na areia ou no cimento e voltar ao corpo, provocando inflamações nas áreas que estão com gotículas de limão.

Esse processo afeta células da pele conhecidas como melanócitos. Instigadas, elas produzem mais e mais melanina, o pigmento que determina a tonalidade da cútis. É dessa presença exagerada que surge a mancha.

Invasão
Se a quantidade de suco de limão for muito grande, ela pode alcançar camadas profundas, como a derme, e causar lesões mais sérias. Nesses casos, é comum a formação de bolhas e a sensação de coceira. Depende do grau.

Então, o que fazer?

Prevenir sempre
Em ambientes abertos, evite o consumo de alimentos e bebidas que tenham limão. Se for utilizá-lo, depois lave rigorosamente mãos e braços com água e sabão.

Alívio rápido
A mancha costuma sumir aos poucos dentro de algumas semanas. Se ela estiver incomodando, faça compressas geladas com água ou chá de camomila.

Leia também:  Saúde | Saiba quais os cuidados que devemos ter com o tempo seco

Cuidado em dobro
Capriche ainda mais na aplicação de filtro solar na área lesionada. Se ela está desguarnecida, a alteração cutânea se intensifica e pode se tornar irreversível.

Ajuda profissional
Nas situações graves, quando há muita dor e bolhas, procure um serviço de emergência próximo. Não recorra a pomadas sem a orientação do médico.

Outros itens que também mancham a pele

  • Laranja
  • Mexerica
  • Caju
  • Morango
  • Figo
  • Cenoura
  • Aipo
  • Salsinha
  • Coentro
  • Medicações orais, como alguns anti-inflamatórios

Falsa proteção

Todos acham que o protetor solar em fator alto possa dar um melhor resultado, segundo o Dermatologista Cerávolo as coisas não funcionam assim. “Se for para fazer sem orientação não muda muito, não é uma mudança tão importante, o fator 60 não protege duas vezes mais que o fator 30″, aponta.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.