A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) realizou identificação e indiciamento do autor do crime que vitimou o policial militar aposentado Gilson Santos da Silva, 44, no último domingo (05), no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá.

Ao tomar conhecimento que policiais civis da unidade especializada já o haviam identificado como autor do crime, o suspeito Erlando Pereira de Araujo, 31, decidiu se apresentar espontaneamente na delegacia, acompanhado por um advogado.

Interrogado pelo delegado de polícia à frente do caso, Marcelo Miranda Muniz, o suspeito confessou o crime e declarou que vinha sendo hostilizado e ameaçado pela vítima desde 2013. E que no último final de semana, teria decidido “se livrar” de Gilson, após a vítima voltar a ameaçá-lo, segundo declaração de Erlando.

Leia também:  Homem é baleado após atender dupla criminosa na janela de casa

O suspeito confessou ter desferido cinco tiros contra a vítima, por volta das 19h, em frente a um estabelecimento comercial localizado na Av. B, no bairro Jardim Vitória.

O policial militar estava em frente a um mercado quando teria sido surpreendido por dois homens em uma motocicleta que passaram a desferir os disparos.

O delegado informou ainda que em julho do ano passado, Erlando teria sido vítima de uma tentativa de homicídio após desentendimento com o vizinho, Gilson. Conforme boletim de ocorrência 2016.20448 ele chegou a ser encaminhado para atendimento no Pronto Socorro de Cuiabá, ferido por disparos de revólver 38, após discussão por conta de lixo colocado na frente da residência do policial militar.

Leia também:  Idosa é atropelada por motoqueiro na avenida Brasil

Por não estarem presentes os requisitos legais para a prisão em flagrante do suspeito, Erlando foi liberado após o interrogatório e posterior indiciamento por homicídio doloso.

A equipe de investigadores da DHPP continua com as investigações, a fim de identificar e localizar o comparsa de Erlando.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.