Imagem: Rede de Enfrentamento da Violência Doméstica Contra a Mulher de Barra do Garças
Foto: Reprodução

A Rede de Enfrentamento da Violência Doméstica Contra a Mulher de Barra do Garças e Pontal do Araguaia conquistou o “Selo FBSP de Práticas Inovadoras 2017”, concedido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Três iniciativas foram selecionadas em nível nacional e a premiação ocorrerá nesta quarta-feira (08), em São Paulo.

A iniciativa tem como objetivo reconhecer práticas desenvolvidas pelas instituições policiais e guardas municipais com potencial de transformação em cenários de vulnerabilidade à violência, sistematizando e disseminando o conhecimento produzido por e para profissionais de segurança pública.

Entre os parceiros da Rede de Enfrentamento da Violência Doméstica Contra a Mulher de Barra do Garças e Pontal do Araguaia estão o Ministério Público de Mato Grosso, Poder Judiciário, Polícia Judiciária Civil, Defensoria Pública do Estado; Secretaria de Estado de Saúde, Escritório Regional de Saúde de Barra do Garças, Centro de Referência Especializado de Assistência Social de Barra do Garças; entre outros.

Leia também:  Bombeiros se alegram por não ter registro de afogamento em festival de praia em MT

O referido projeto possui cinco eixos de atuação: Rede de Atenção/Proteção Social da Violência Doméstica; Aplicação humanizada da Lei 11.340/2006 e do procedimento judicial no combate à violência contra a mulher; Plano de Educação Permanente e capacitação para os agentes sociais; Núcleo Acadêmico de Pesquisa; Projeto Educacional e Cultural de Prevenção à Violência Doméstica nas Instituições Públicas de Ensino.

PREMIAÇÃO: O Edital 2017 “Reconhecendo o Trabalho dos Profissionais de Segurança Pública” selecionou iniciativas de enfrentamento à violência contra as mulheres em uma ou mais de suas múltiplas formas – física, psicológica, patrimonial, institucional, ciberviolência, etc.

Na primeira fase foram selecionadas onze iniciativas finalistas, que foram visitadas por uma equipe de pesquisadores do FBSP. A relatoria dessas visitas foi encaminhada para o Comitê de Seleção, que escolheu três vencedoras.  Além disso, o selo dará origem a uma Casoteca digital – uma coleção online de casos de sucesso – visando a promover o conhecimento e multiplicação das boas práticas desenvolvidas em território nacional.

Leia também:  Pequenos devedores tem negociação de dívida facilitada pelo governo de MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.